terça-feira, 27 de abril de 2021

Senador Marcos Rogério rebate presidente da CPI da Pandemia e dá lição de moral


Durante debate na sessão de instalação da CPI da pandemia, o senador Marcos Rogério rebateu o presidente da Comissão, senador Omar Aziz, que afirmou que a CPI serviria para “fazer justiça” pelos brasileiros mortos pela Covid. O senador Marcos Rogério explicou que não faz parte das funções de CPIs “fazer justiça”, e sim investigar fatos. O senador explicou ainda que investigações sérias não podem ser conduzidas por pessoas que já iniciam os trabalhos com um pré-julgamento. Marcos Rogério apontou que “antecipar juízo de valor em relação ao que se vai investigar acarreta suspeição, e é preciso ter cautela para não incorrermos nesse tipo de comportamento. Há quem declare o presidente da República um gen****. Se alguém, antes de estar aqui, já declara isso, que tipo de isenção tem para investigar, para buscar conhecer os fatos e fazer deles juízo de valor? Tem alguma lógica? Reflete responsabilidade? Os fatos devem falar mais alto que as paixões políticas”. O senador apontou ainda que toda investigação séria exige ao menos um mínimo de isenção e ausência de pré-julgamento, e uma CPI não deve ser diferente.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...