sexta-feira, 7 de maio de 2021

Bolsonaro coloca as ‘cartas na mesa’ e humilha Renan Calheiros: ‘Frase não mata. Desviar dinheiro mata’


O presidente Jair Bolsonaro, em sua live semanal, comentou os ataques ao seu governo na CPI da pandemia. Bolsonaro disse: “primeiro que é uma xaropada, tem uns senadores bem-intencionados que tentam fazer seus trabalhos, mas tem uns quatro ali...pelo amor de Deus! Sabem tudo. Vocês deveriam se apresentar. Apresentem-se hoje. Para ser ministro da saúde. Eu te coloco no lugar do Queiroga para resolver os problemas do Brasil. São os mesmos três ou quatro de sempre. Fiquei 28 anos na Câmara, sei muito bem o que é CPI e para que coisa serve. Eu queria estar na CPI. Eu vou. Eu queria estar na CPI”.

Bolsonaro rebateu as narrativas que estão sendo desenvolvidas na CPI, dizendo: “Um perguntou ao ministro qual das frases do presidente Jair Bolsonaro matou mais gente no Brasil e colocou várias frases lá. Sabe o que eu responderia a ele? Frase não mata ninguém, o que mata é desvio de recursos públicos. Que seu estado desviou. Vamos investigar seu filho e vamos investigar esse problema. Desvio mata, frase não mata”. O presidente acrescentou: “Parabenizo os senadores que fazem um trabalho excepcional ao lado da verdade”.

O senador Renan Calheiros, relator da CPI, respondeu ao presidente, durante a CPI, admitindo que “o que mata é a pandemia”, acrescentando: “pela inação, inépcia, que eu torço que não seja dele”. O senador também pediu que o presidente “não gaste seu tempo” com o estado de Alagoas, governado por seu filho, afirmando que, na comissão, “todos serão investigados”. O senador e seu suplente são pais de governadores que podem vir a ser investigados pela comissão. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...