segunda-feira, 3 de maio de 2021

Roberto Jefferson retruca a Rede Globo sobre manifestação pró-Bolsonaro, desafia Lula, alfineta FHC e detona Doria


O presidente do PTB, Roberto Jefferson, pronunciou-se a respeito das manifestações de 1º de maio em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, ocorridas em todo o Brasil, contestou a abordagem realizada pela Rede Globo e por suas afiliadas, além de criticar o Estadão e a Folha de São Paulo por tentarem minimizar os impactos dos protestos. No ensejo, o político criticou João Doria, governador de São Paulo, e alfinetou o ex-presidente FHC, além de lançar um desafio para Lula.

Jefferson asseverou: 

“O presidente Bolsonaro disse, em Uberaba, que o governo federal suspendeu repasses do governo a diversas ONGs que financiavam o MST. Com isso, praticamente desapareceram as invasões e o terror no campo. 

Os que querem Lula de volta buscam financiar novamente os cangaceiros do MST.

Nem na ditadura tivemos tamanha perseguição a quem emprega e gera renda e tanto desrespeito aos direitos fundamentais dos cidadãos.

Avenida Paulista: Que bonito ver tantos patriotas juntos defendendo a liberdade. Que emoção receber o abraço dos patriotas paulistas. 

Tentaram impedir os carros de seguir pela Esplanada, em Brasília, mas foram tantos os carros na carreata que o governo do DF não teve outra coisa a fazer que liberar o trânsito. Viva o povo patriota brasileiro! Viva o nosso Presidente Jair Bolsonaro.

Claro que teve Fora Doria, também!!

Nosso presidente foi generoso e abriu o cofre para os estados e municípios combaterem a pandemia, teve a mão amiga, mas muito governador e prefeito acabou roubando o dinheiro.

Em um dia no qual centenas de milhares de pessoas estão nas ruas para defender o direito ao trabalho e o apoio ao pres. Bolsonaro, o cidadão que está em sua casa entra em sites como o G1 [da Rede Globo] e só vê notícias sobre mortes, mortes, mortes. 

Depois não sabem por que estão indo à falência.

Que imagem maravilhosa. E a extrema imprensa tentando de toda forma diminuir esse dia histórico”.

O político também compartilhou uma publicação de Graciela Nienov, vice-presidente do PTB: “Não acreditei no que eu vi no Jornal Nacional. Mostraram a live da esquerda que tem medo de sair às ruas, e nada das manifestações que bombaram em todo o Brasil a favor do PR Bolsonaro. A Globo fez propaganda gratuita para a esquerda e escondeu as manifestações da direita. Lixo!!”. No ensejo, ele comentou: “Aí chamam eles de #GloboLixo e eles não gostam. Mas tem como chamar de outra coisa?”.

Outrossim, o presidente de partido prosseguiu nas críticas à velha imprensa: 

“Capa da Folha de S.Paulo: duas linhas falando ‘Atos pró e contra presidente marcam 1° de maio no pais’. 

Atos contra? Meia dúzia aqui e ali contra milhares em todo o Brasil? 

Quem está na redação da Folha de São Paulo não tem vergonha de praticar esse tipo de jornalismo? Que coisa feia.

Se a Folha não viu, a gente mostra. Vejam a diferença entre os atos em defesa do presidente Bolsonaro e os atos contra. Chega a dar pena.

Capa do Globo de hoje: tem até a Luiza Brunet n**, mas não tem uma linha das manifestações de ontem. 

Falam tanto em fake news, mas e essa nova categoria do jornalismo, a negação da notícia? Como vamos chamar? No news? 

De toda forma, é atitude vergonhosa para o jornalismo.

Estadão também não deu uma linha sequer sobre as manifestações deste sábado. Mais um veículo de imprensa praticando a negação do jornalismo. 

São os negacionistas da informação.

Segundo Miriam Leitão, na disputa entre Lula e Bolsonaro, ela diz que só haveria um extremista: Bolsonaro. Jornalismo militante é isso aí. Jornalismo desavergonhadamente esquerdista.

Governadores e prefeitos tentaram de toda forma atrapalhar as manifestações de hoje. Não conseguiram.

Vai voar pena Pena de urubu.

Vamos limpar o galinheiro.

A imagem do dia hoje foi o nosso Presidente Bolsonaro sobrevoando a manifestação lotada em Brasília. É por esse homem que tantos foram às ruas em todo o Brasil gritar #EuAutorizoPresidente

Nosso presidente Jair Bolsonaro não rouba e não deixa roubar. É isso que tanto incomoda a todos os malfeitores que assaltaram os cofres públicos no Brasil. 

Foi o que eu disse aos milhares de paulistanos na Avenida Paulista.

Você já viu tanto robô assim espalhado pelo Brasil?

Dória sonha em ser presidente, mas não se elege mais nem em São Paulo. Vocês não acham?

Alguém viu algum petista ou comunista na rua defendendo o trabalhador ou o direito do cidadão de trabalhar?

O Mamãe me xinga de bandido quase todo dia, mas não fui eu que fui tratado como bandido hoje pelo povo paulistano”.

Nesta toada, Roberto Jefferson assinalou suas perspectivas no que concerne às manifestações: 

“Nós os CRISTÃOS tomamos as ruas no 1o de Maio. Dia do Trabalhador. O trabalhador é cristão, é família, é patriota, é conservador. Socialismo é conversa de chinês comunista e de vendilhão da Pátria. Viva Deus! Viva o Brasil! Viva a família! Viva a liberdade!

A data reforça a importância do trabalho e também representa toda a luta por direitos trabalhistas e condições para que o aprimoramento profissional seja sempre uma pauta.

Presidente Bolsonaro, é chegada a hora. O povo lhe diz: EU AUTORIZO!

Fui ameaçado e saí escoltado pela Polícia Militar de São Paulo, que homenageio e agradeço.

A extrema imprensa teve que se render: foi uma manifestação grandiosa, gigantesca. Lavou a nossa alma. E não pode parar por aí. 

1° de maio, foi um dia de vitórias para quem defende o País, as bandeiras do conservadorismo, o direito ao trabalho e o nosso Presidente Bolsonaro. 

Valeu, Brasil. Foi uma demonstração da nossa força.

Que momento maravilhoso. Isso é de arrepiar. A esquerda fica enfurecida, porque eles odeiam que o brasileiro ame seu país. Eles só querem que as pessoas tenham amor, por Lula, pela bandeira vermelha, pelos hinos comunistas”.

Exibindo imagens de manifestações da esquerda vazias, ele comentou: 

“Manifestação da CUT e da esquerda contra o nosso presidente Bolsonaro.

Deixe aqui a sua risada...

Protesto da CUT em Natal, contra o nosso Presidente.

Posso pedir a sua risada? 

Um jornalista do Grobo disse que Lula irá retomar as caravanas. 

Só mesmo em ônibus fechado e blindado e aparecendo em eventos organizados por sindicatos ou pelo MST. Duvido que Lula vá em alguma praça, que ande em uma feira, ou em uma rodoviária. Quero ver andar do lado do povo

É hora, Presidente!! Xô, urubus!!”.

Neste contexto, ele alfinetou FHC e fez críticas veementes à OAB: 

“FHC, no evento virtual da esquerda para comemorar o 1° de maio, disse que o que é fundamental neste momento é garantir emprego e renda para os brasileiros. 

Os planos de impeachment imaginados um dia por FHC parece que ficaram definitivamente para trás.

‘O 1º de maio de 2021 marcou o início de uma retomada das ruas por setores da esquerda e dos movimentos sociais’, disse o site esquerdista Brasil247.

Quanta cara de pau, hein?

A OAB está acionando a Justiça do DF para cobrar ações sobre denúncia de tort* sofrida na prisão pelo ativista de esquerda Pilha.

Quando Oswaldo Eustáquio apanhou na cadeia, a OAB nada fez. Impressionante como a entidade não se incomoda em aparecer como mero braço da esquerda.

Eu estou com Bolsonaro até 2026, e vocês?

Novos tempos. Novas ideias. A mesma coragem.

Deus. Pátria. Família. Vida. Liberdade”.

Nesta tessitura, ele compartilhou textos de Graciela Nienov, vice-presidente do PTB: 

“Muita gente na Paulista, presidente Roberto Jefferson não conseguiu andar no meio da multidão. 

Tivemos que nos retirar do movimento porque teve ameaça de morte. O Brasil reconhece a liderança do nosso grande líder Roberto Jefferson.

Ameaça de morte ao nosso presidente Roberto Jefferson, está sendo investigado pelo setor de inteligência, fontes informam que partiu do PCC a ameaça.

Tivemos que sair antes da avenida, escoltados pela Polícia Militar. Nossa bandeira jamais será vermelha! A Polícia Militar de São Paulo teve que colocar um colete à prova de balas no nosso Presidente do PTB, Roberto Jefferson, para retira-lo com segurança da manifestação na Paulista, após a ameaça à vida dele. Agradecemos muito a todos os policiais de São Paulo. Nossa gratidão!!

Copacabana e o mar por testemunha da imensidão de gente na defesa do nosso Presidente Bolsonaro e do direito dos cidadãos de trabalharem. Jamais se viu uma manifestação assim em um 1° de maio. Chora, esquerda.

O PTB  foi para as ruas, mostramos que dignidade é comida na mesa e dinheiro no bolso do cidadão.  Essa data ficou marcada pelas famílias de bem, o trabalho ainda é o melhor programa social".


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...