sexta-feira, 25 de junho de 2021

Bolsonaro confronta 'militância' de ministros do STF, expõe como 'livraram Lula da cadeia' e rebate Barroso


Em entrevista coletiva na cidade de Sorocaba, o presidente Jair Bolsonaro criticou ministros do Supremo Tribunal Federal que vêm se posicionando publicamente e fazendo campanha contra a proposta do voto impresso auditável. 

Ao ser questionado sobre uma pesquisa divulgada pela velha imprensa que daria a vitória das eleições ao ex-presidente Lula. Bolsonaro disse: “Eu não acredito em pesquisa eleitoral. O Datafolha disse que eu não iria para o segundo turno e, se fosse, não ganharia de ninguém, nem do Cabo Daciolo. O que aconteceu? É por isso que nós queremos o voto auditável. E tem alguns, lamentavelmente, dois do STF fazendo militância contra o voto auditável. Tiraram o Lula da cadeia, tornaram elegível, para quê? Para elegê-lo presidente na fraude?”

O presidente acrescentou: “Se o Congresso promulgar a PEC do voto auditável da Bia Kicis, teremos eleições auditáveis ano que vem e ponto final. Ninguém mais que o Parlamento, que chega lá pelo voto, e eu também,  tem  mais representatividade. Por que seria inconstitucional uma PEC dessas? Se o Congresso promulgar, teremos voto impresso em 22 pelo bem da democracia. .Sempre ouvi dizer que a democracia não tem preço. Os dois bilhões, já falei com o Paulo Guedes, está garantido”. 

Bolsonaro dirigiu-se ao ministro Luís Roberto Barroso: “E outra coisa, senhor, prezado ministro Barroso: é mentira quando diz que é o voto de papel novamente. É mentira! O senhor sabe disso. Não pode um ministro do Supremo mentir”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...