segunda-feira, 5 de julho de 2021

Carla Zambelli retruca baixaria de Omar Aziz e desabafa sobre STF: ‘Posso ser presa por dizer o que penso’ - CPI


Em transmissão ao vivo, a deputada federal Carla Zambelli retrucou Omar Aziz, presidente da CPI da pandemia, também conhecida como “CPI do Circo”, “CPI da Cortina de Fumaça” e “Tribunal de Renan Calheiros”, desabafou a respeito de perseguições de ministros do STF e alfinetou Renan Calheiros, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito.

A parlamentar encetou: “Quero que vocês se coloquem no lugar do presidente (...). Quando o problema eram as vacinas e ele comprou, existem 660 milhões de doses contratadas. A compra se dá quando efetivamente se paga e se recebe o produto. Quando você compra, você está errado porque demorou. Quando não compra porque não existia ainda ou porque era superfaturada, por exemplo, você está errado, também”.

No ensejo, a congressista voltou a rebater Omar Aziz e Renan Calheiros e criticar a CPI da Pandemia: “Você apanha da imprensa, da oposição, de uma CPI na qual o presidente [Omar Aziz] e o relator [Renan Calheiros] são dois inomináveis. Você sabem o que eu penso do presidente da CPI. Estou apanhando até agora sobre isso e minha família está sofrendo pelo que aconteceu. Este homem tem a cara de pau e a ironia de dizer que vai tratar com carinho e respeito as mulheres e põe uma música para tentar me afrontar, me diminuir”.

Nesta toada, a parlamentar fez um intenso desabafo ao proferir críticas contundentes ao STF e fazer referências ao caso do deputado federal Daniel Silveira: “A todo momento, a todo custo, a tentativa é de destruir o presidente e quem quer que esteja ao lado do presidente. A gente precisa se multiplicar e as pessoas precisam entender que o presidente tem feito tudo que está ao alcance dele. Além de tudo, não posso dizer o que eu penso: temos 11 ministros do STF, ou vários ministros do STF, que se julgam deuses, se julgam acima do Bem e do Mal. Sequer posso dizer o que penso. Se disser, daqui a algumas horas, pode bater a Polícia Federal na minha porta e me prender. Assim funciona nossa Justiça”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...