segunda-feira, 19 de julho de 2021

Deputada Bia Kicis retruca Omar Aziz, detona CPI, desconstrói Luís Miranda e desabafa sobre ataques a Bolsonaro


No decorrer de participação de Onyx Lorenzoni, ministro de Bolsonaro, em sessão da Câmara dos Deputados, a deputada federal Bia Kicis fez um pronunciamento contundente em defesa do presidente Jair Bolsonaro, rebateu narrativas de Luís Miranda, retrucou Omar Aziz, presidente da CPI da Pandemia, assestou como Renan Calheiros, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito, não atua honestamente em suas atribuições e proferiu um desabafo impactante ao relatar os incessantes ataques ao chefe de Estado.

A parlamentar encetou: “É muito duro ver isso, esse homem, um homem simples, íntegro, honesto, que foi parlamentar durante 28 anos nesta casa, que lutou, muitas vezes, de forma solitária, pelos valores da família. Que o presidente se recupere e o povo brasileiro possa contar com o vigor, a força desse homem. Desde o primeiro dia deste mandato, ele não teve um dia sequer de descanso: a mídia, a oposição com narrativas para tentar destruir o governo. A oposição tem que fiscalizar, mas, tentar destruir como vi com esse homem, nunca vi algo parecido. Quero registrar meu repúdio”.

Dessa maneira, a congressista arguiu: “Temos agora a questão dessa CPI. Da clor*, da vacina, do ‘invoice’. Agora, é a CPI da motociata. Omar Aziz, o presidente da CPI, acusou o nosso presidente de ser ‘motoqueiro’. Está faltando assunto para atacar nosso presidente, no mínimo. Todas as narrativas têm sido desconstruídas”.

Ademais, Bia Kicis rebateu Luís Miranda e, no ensejo, fez severas críticas a Alexandre de Moraes, ministro do STF: “Convocaram Onyx para tratar de uma ameaça ao deputado Luís Miranda. Pedir abertura de investigação não é ameaça. Se fosse, eu seria a primeira a dizer que estou sendo ameaçada por um ministro do STF que já abriu duas investigações contra mim, contra outros parlamentares (...). Com os presidentes anteriores, o brasileiro era vítima da corrupção, pois corrupção mat*. Tudo que o deputado Luís Miranda falou foi desconstruído pelos fatos: pessoas envolvidas, ata da perícia, ata notarial. Tudo desconstruiu a narrativa. Tem que ser investigado, sim, pois queremos saber a verdade. A CPI já se tornou uma CPI circense desde o início. Começou com o relatório já pronto. É como quando se faz uma pesquisa e já se sabe o resultado. Quero uma conclusão e vou buscando elementos para fundamentar o que já quero encontrar. Como mulher, quero protestar contra o desrespeito com que foram tratadas duas médicas nessa CPI. Isso é uma vergonha. É uma narrativa para destruir o presidente Jair Bolsonaro”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...