sábado, 3 de julho de 2021

Senador desmancha ‘castelo de cartas’ da CPI contra Bolsonaro e aponta suspeita de falsificação de Luís Miranda


Em entrevista ao programa Argumento, apresentado por Carla Benevides na TV Senado, o senador Fernando Bezerra assestou a tentativa de Renan Calheiros, Omar Aziz e Randolfe Rodrigues de desgastar o presidente Jair Bolsonaro na Comissão Parlamentar de Inquérito por meio de “factóides” e de “castelos de cartas” que se desmancham diante da ausência de materialidade e fatos concretos.

O senador asseverou: “A CPI estava se esvaindo porque não havia materialidade para colocar qualquer crime, de dolo, por parte do presidente Jair Bolsonaro ou por parte de sua equipe de governo (...). O que a gente percebe é que falta materialidade. As pessoas que estão fazendo as denúncias não merecem a menor credibilidade. É uma narrativa que rende muitas manchetes, mas pouca materialidade. É como se fosse um ‘castelo de cartas’ que a oposição tenta construir, mas que, pouco a pouco, vai se desmanchando”

Questionado a respeito do depoimento de Dominguetti, que teria sido uma testemunha “plantada” para desqualificar Luís Miranda, segundo acusações da oposição, o parlamentar rebateu: “Ele foi convocado pela oposição. O Governo Bolsonaro não tem nada a ver com isso. O problema é que a oposição se deparou com a realidade”.

Nesta toada, Bezerra manifestou os interesses políticos escusos de opositores ao presidente: “A CPI só cumpre uma narrativa política. É um instrumento de desgaste do governo. São coisas embasadas em uma narrativa política frágil (...). Na medida em que a campanha de vacinação avança, fica claro que é um esforço inútil da oposição em desgastar o Governo Bolsonaro. 

Ademais, o congressista mencionou o problema mundial das cláusulas leoninas apresentadas por Pfizer e Janssen, abordou os projetos do governo e rebateu uma declaração do senador Alessandro Vieira: “Assistimos a narrativas sem nenhuma fundamentação técnica ou científica (...). Tem pesquisadores dizendo coisas que não passam por nenhum crivo científico. Nós precisamos ter cautela. Vivemos em um ambiente de intensa polarização política”.

Dessa maneira, Bezerra salientou como o Governo Bolsonaro está reagindo a problemas concretos da economia nacional: “Temos a chance de gerar mais de 2 milhões de empregos neste ano. Com a imunização, os setores informais da economia vão contratar, vão voltar com muita força. Em um processo de reeleição, se a economia está bem, as chances se ampliam. E a oposição ficou sem fala. O discurso que resta à oposição é tentar criminalizar as ações do governo. Portanto, isso é um debate político que vai se esvaindo na medida em que a gente consegue avançar na imunização e os dados da economia se consolidam com muita força, com um Estado menor, investimento privado e estrangeiro, privatizações (...). A oposição está pulando de galho em galho. Percebe-se que as falas do Luís Miranda não vão a lugar algum”.

Outrossim, o congressista apontou a suspeita de que Luís Miranda e seu irmão tenham utilizado um documento falso ao denunciarem o presidente: “Ficou claro que, quando os irmãos Miranda estiveram com o presidente Jair Bolsonaro, eles levaram algum documento falso. A primeira ‘invoice’, a primeira nota fiscal, é três dias depois do encontro. Tem muita gente complicada e que vai ter de responder na Justiça pela tentativa de criar um falso escândalo”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...