quinta-feira, 29 de julho de 2021

URGENTE: Bolsonaro confronta Alexandre de Moraes, do STF, ao apontar prisão de Daniel, invasões e arbitrariedades


Após apresentar contundentes indícios de que o sistema eleitoral brasileiro não é confiável, o presidente Jair Bolsonaro levantou diversos questionamentos sobre os interesses por trás da oposição ao voto impresso auditável e a eleições democráticas e transparentes. Bolsonaro perguntou: “devemos continuar confiando num homem apenas? Que bate no peito e diz que as urnas são confiáveis e ponto final? Precisamos de mais indícios para demonstrar que isso não pode continuar acontecendo?”. 

O presidente dirigiu-se aos parlamentares para lembrar que, se pode ocorrer algo nas eleições para cargos do executivo, também pode ocorrer nas eleições para senadores e deputados, e questionou: “se acontecer, vai reclamar pra quem?”, lembrando que a reclamação vai para o Supremo Tribunal Federal. 

O presidente pediu uma reflexão sobre os interesses de outros países, que gostariam de manter o Brasil como um “fazendão”. Bolsonaro perguntou: “Querem que sejamos o 'fazendão' do mundo? Eles têm paixões por certos países que têm interesses aqui dentro. Vamos deixar o país cair nas mãos dos que não reconhecem a cor da bandeira brasileira?”. 

O presidente reiterou: “Quem tirou Lula da cadeia, quem o tornou elegível, é quem vai contar os votos lá no TSE, em uma sala escura. Devemos 'entubar' e dizer que o presidente do TSE está certo? A NASA é violável, as agências bancárias, as contas de vocês, mas só as urnas, com a contagem lá na sala escura, secreta, não são?".

Bolsonaro lembrou os escândalos de corrupção dos governos petistas e os recursos dos brasileiros que foram enviados a ditaduras no exterior e perguntou: “Queremos a volta disso, na base da fraude?”. O presidente disse: “Temos reclamações desde 2018. Não podemos deixar continuar a acontecer isso. Deus nos deu uma oportunidade ímpar em 2018”.

O presidente apontou que é bem recebido por onde vai e comparou: “O outro cara não consegue ir a um bar sem ser vaiado. Ele é o que tem voto? A imprensa produz fake news aos borbotões. A pesquisa diz que eu estou mal para justificar a manipulação de votos na ponta da urna. É uma certeza? Não, mas é um indício fortíssimo”.

Bolsonaro alertou: “o que está em jogo é a liberdade dos brasileiros, até daqueles que queiram votar no outro lado. Olha como está como Cuba, o que o ex-presidente Lula falou sobre o que está acontecendo lá. Apoiou o regime, apoiou a Venezuela, apoiou Kirchner, olha o que está acontecendo na Argentina. Se isso acontecer, que seja pela vontade popular. Queremos problemas no Brasil? Brigas de irmãos? Não, por isso, um ano e quatro meses antes, estou advertindo. Queremos eleições limpas, democráticas, transparentes, e que vença o melhor”. 

O presidente lembrou que a ex-presidente da Bolívia está presa por “atos antidemocráticos”, e questionou: “Alguma semelhança com o Brasil? Temos um deputado federal preso, ignorando o artigo 53 da Constituição. Deputados e senadores são invioláveis por quaisquer palavras, opiniões e votos. Não se justifica um deputado federal estar preso, mesmo que tenha falado a maior besteira do mundo. Não se justifica gente presa, respondendo a processo por ter citado o artigo 142. Eu respeito todos os artigos. Como eu vou querer dar golpe em mim mesmo? Eu já sou presidente”. O presidente acrescentou: “Abrir inquérito, constranger a pessoa, fazer busca e apreensão em sua casa, desmoralizar essa pessoa perante a sua família. Tenho vergonha de quem processa uma pessoa que levantou a faixa do artigo 142. Prender um deputado por ter falado é inadmissível num estado democrático de Direito. Eu tenho vergonha, não do deputado que está preso, mas de quem prendeu o deputado. Se fosse um deputado de esquerda, teriam incend***o o parlamento brasileiro”. 

Bolsonaro lembrou que todas as autoridades devem ter limites. O presidente disse: “Nós temos limites. Os 11 do Supremo não são imortais. Eles erram. Abominamos as interferências. Alguns querem que tome certas medidas, sei das consequências”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...