segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Bolsonaro aponta perseguição do STF contra cidadãos, reage com projeto contra censura e alfineta Barroso


Durante entrevista concedida a uma rádio baiana e transmitida por suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que enviará ao Congresso Nacional um decreto com o intuito de assegurar a liberdade de expressão dos cidadãos. Nesta toada, o chefe de Estado proferiu severas críticas contra atos de perseguição do STF contra cidadãos que emitem suas opiniões contra a Suprema Corte.

O chefe de Estado ressaltou: “Os deputados de esquerda podem falar a maior barbaridade do mundo no Facebook, no Instagram, seja onde for e não tem problema nenhum, mas, se você falar algo qualquer defendendo seu ponto de vista, o voto auditável, a família, fazendo críticas justas a autoridades do Supremo, por exemplo, você tem a sua página bloqueada, retirada do ar, e ainda vai ser incluído no inquérito das ‘fake news’ do STF. Quem sabe, sofrer uma busca e apreensão na sua casa ou até mesmo uma prisão”. Bolsonaro esmiuçou: “Enviaremos, por decisão minha, nesta semana, um decreto à Câmara dos Deputados baseado no artigo 5º da Constituição Federal”.

Nesta toada, o mandatário voltou a confrontar Barroso, ministro do STF: “O ministro Barroso é desarmamentista, é trotskista, é tudo que não interessa ao Estado Democrático. É muito fácil ser comunista em um país livre. Quero ver você ser livre em um país comunista”.

Ademais, o presidente desabafou a respeito de manipulações da velha imprensa: “A grande mídia é uma grande fábrica de ‘fake news’, uma grande fábrica de mentiras. Não leio esses jornais para não chegar irritado no trabalho”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...