segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Bolsonaro desabafa sobre inquéritos e garante: ‘Se o povo continuar me apoiando, nós vamos até o final da linha’


Em entrevista a uma rádio do Paraná, o presidente Jair Bolsonaro desabafou a respeito de retaliações do TSE e do STF, comentou inquéritos e notícias-crime, criticou Alexandre de Moraes e sua conduta à frente de inquéritos na Suprema Corte, advertiu para interesses internacionais escusos no Brasil e fez severas críticas a Lula.

O chefe de Estado explanou: “Com todo o respeito: para mim, é mais fácil ficar do outro lado ou ficar omisso. Já recebi duas notícias-crime lá do TSE para o STF. A primeira é sobre as provas, a segunda é sobre ter divulgado um inquérito que corria sob sigilo de Justiça (...). Conseguimos, com o deputado federal Filipe Barros, do Paraná, as informações que comprovam (...). Os indícios também são fortíssimos nas eleições de São Paulo, assim como em outros municípios. Nós vamos esperar acontecer de novo em 2022? Poderiam, também, fraudar eleições para governadores, senadores. Vamos conviver com a sombra da dúvida? E não é sombra, não, é tempo fechado. Estamos oferecendo mais uma maneira de garantir a lisura das eleições”.

Nessa conjuntura, o mandatário admoestou: “Se colocarem sentado na cadeira presidencial alguém simpático a outras ideologias, nós seremos uma fazenda ‘desse’ país. Alguém tem dúvidas disso? Alguém tem dúvidas sobre com quem esse possível eleito sempre teve ligações? Sempre esteve com Chávez, na Venezuela, em Cuba, disse que na Venezuela poderia faltar tudo, menos democracia. Nós devemos aprender com os erros dos outros”.

Neste compasso, Bolsonaro faz um alerta ao abordar os casos de Venezuela e Argentina: “É isso que queremos para o futuro do Brasil? O nome que está sinalizado vai fazer do Brasil o que fizeram com a Venezuela, estão fazendo com a Argentina. Geralmente, o chefe de governo procura estar do lado do sistema para tirar proveito disso. Eu não escolhi sistema. Escolhi o lado do povo brasileiro. Já disse: só Deus me tira daqui. Se o povo continuar me apoiando, nós vamos até o final da linha. Continue lutando por sua liberdade. Se, com liberdade, está difícil de lutar por direitos, imagine sem ela”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...