domingo, 8 de agosto de 2021

Deputado aliado de Bolsonaro, Marco Feliciano alerta: ‘a corda está rompendo. Estamos por um fio’


O deputado federal Marco Feliciano, aliado do presidente Jair Bolsonaro, expressou sua tristeza ao ver a derrota do voto auditável na comissão especial da Câmara. Feliciano disse: “é assustador saber que, quando a comissão foi formada, tínhamos maioria lá, e de repente, após uma reunião estranha, um juiz conseguiu convencer os donos de partidos a mudarem seus deputados lá na comissão, e da maioria passamos à minoria. E perdemos”. 

O deputado afirmou: “estamos vivendo dias sombrios na nossa nação, onde quem rompe os limites da legalidade é quem acusa os outros de romperem”. Feliciano prosseguiu: “quando um ministro do STF, um juiz da Suprema Corte, instaura de ofício um inquérito de origem duvidosa, quando um ministro manda prender um deputado federal apenas por externar suas ideias (...), quando um ministro prende um jornalista sem culpa formada, nem condenação transitada em julgado, simplesmente por emitir sua opinião (...). Sim, amigos. Sim, meus irmãos. Tem algo muito, mas muito errado mesmo”. 

Após explicar que juízes não podem perseguir pessoas, Marco Feliciano apontou: “nesse inquérito inconstitucional que, inclusive, agora se volta contra o presidente da República, com acusações vagas, e contrariando a norma que diz que um juiz só fala nos autos, o ministro convoca a imprensa, e, numa atitude política, coisa que um togado não pode fazer, ele elenca 11 crimes que, de sua verve, teriam sido cometidos pelo presidente em uma live (...)”. O deputado acrescentou: “esse juiz ignora o clamor público, o clamor do povo, de onde emana todo o poder”. 

O deputado explicou que Bolsonaro apenas apresentou fatos que levantam dúvidas sobre o sistema eleitoral brasileiro e disse: “Haja paciência! Pelo amor de Deus! Está ficando insustentável! A corda está esticando demais! Tentar intimidar um chefe de Estado com fantasias, usando um inquérito inconstitucional, é no mínimo uma deslealdade preparada para justificar a já preparada cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. É isso mesmo que querem. Querem cassar a chapa. Querem derrubar o presidente, tornando ele inelegível”

O deputado prosseguiu: “não posso me calar frente a tantas injustiças cometidas por quem deveria ter a nobre missão de ser o guardião da Constituição”. Dirigindo-se ao presidente Bolsonaro, Feliciano lembrou que o povo já se manifestou diversas vezes e fez um apelo ao presidente, dizendo: “nós confiamos em Deus, que lhe escolheu. E confiamos no senhor, presidente. Estamos sofrendo!”. O deputado alertou: “acorde, povo brasileiro, pois a corda está rompendo. Estamos por um fio”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...