segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Deputado de Bolsonaro, Bibo Nunes contesta arbitrariedades do STF e defende 7 de setembro: ‘Estão se achando deuses, reis do mundo’


Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Bibo Nunes, aliado do presidente Jair Bolsonaro, desabafou sobre os excessos cometidos por alguns membros do Supremo Tribunal Federal e sobre as narrativas contra o presidente Jair Bolsonaro. O deputado defendeu seu direito de criticar membros da Suprema Corte, dizendo: “Sou o deputado federal Bibo Nunes e fico no Anexo 4, gabinete 518. Estou dando meus dados para quem quiser me encontrar saber onde eu estou. Estou bastante revoltado porque o presidente Jair Bolsonaro cumpre a Constituição. Quando há desarmonia, o presidente Jair Bolsonaro pode acionar o artigo 142 para moderar o atrito, o conflito existente. Na minha opinião, o STF exacerbou, extrapolou suas funções. Está julgando, investigando, opinando. Faz de tudo. Eu, como cidadão, como deputado federal, tenho esse direito”.

O deputado lembrou ainda que tem direito a criticar respeitosamente e que tem imunidade parlamentar prevista na Constituição: “Se você é ministro do STF, eu opino, mas com respeito, não ataco a dignidade de qualquer pessoa. Dentro desta linha, faço com que as pessoas tenham respeito porque eu respeito. Conforme o artigo 53 da Constituição, tenho imunidade parlamentar e estou aqui opinando. O senhor presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o senhor tem, praticamente, a obrigação de colocar no Plenário para que os senadores decidam, ou não, o impeachment de Alexandre de Moraes, do STF”.

Bibo Nunes convidou para as manifestações do dia 7 de setembro e lembrou que está defendendo a Constituição: “Dia 7, as pessoas vão às ruas pacificamente. Está passando de todos os limites. Estou defendendo a Constituição Federal com base no artigo 53, que me dá imunidade parlamentar. A Constituição também diz que, quando há uma desarmonia, quando está havendo isso, o presidente Jair Bolsonaro tem direito de acionar o artigo 142 (...). O jurista Ives Gandra Martins afirmou isso”

O deputado explicou: “Bolsonaro está combatendo um sistema em que a corrupção era rotineira, pedir propina era a norma. Obras superfaturadas eram normais. A imprensa era muito bem paga para elogiar a esquerda que roubava o país. Jamais um país foi tão roubado, na história recente da humanidade, como foi o Brasil. Pasmem vocês: nem vaquinha o senhor Moraes, do STF, permitiu que se fizesse para o evento do dia 7. Um evento democrático. Estão se achando deuses, reis do mundo (...). Estou solidário a toda a população brasileira, que está lutando por democracia”.

O deputado Bibo Nunes alertou: “Estão gravando todos os deputados. Para você, que é do STF, sou deputado federal, estou no Anexo 4. Se quiserem fazer algo contra mim, que venham, mas dentro da lei, eu tenho o direito de opinar. Coloquem o julgamento do impeachment de Moraes e o plenário do Senado vai decidir. Quando a política toma conta do Judiciário, a justiça foge pela janela. Bolsonaro tem de se pautar pela Constituição Federal. Jamais falará em fechar o Senado ou o STF”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...