sábado, 14 de agosto de 2021

Deputados, advogados e jornalistas apoiam pedido de impeachment de Moraes e Barroso, do STF, anunciado por Bolsonaro


O anúncio, feito pelo presidente Jair Bolsonaro, de que pedirá o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, recebeu apoio imediato de parlamentares e cidadãos, pelas redes sociais. 

O secretário de Saúde de Sorocaba, Dr. Vinicius Rodrigues, disse: “Após mais uma prisão ilegal na ditadura dos togados, Bolsonaro vai pedir ao Senado que processe Alexandre de Moraes e Barroso. O Presidente joga dentro da constituição até o limite dela, agora a bola para salvar a democracia está com o Senado”.

A jurista Janaína Paschoal disse: “Impeachment não tem nada a ver com golpe, ou com ditadura. Quem fala em impeachment age nos limites da Constituição Federal, independentemente de se  concordar ou divergir do mérito da causa”. 

A deputada Bia Kicis compartilhou a postagem do presidente Jair Bolsonaro e publicou o trecho relevante do art. 52 da Constituição Federal: 

“Art. 52. Compete privativamente ao Senado Federal:
...
II - processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal, os membros do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, o Procurador-Geral da República e o Advogado-Geral da União nos crimes de responsabilidade”

O deputado Bibo Nunes questionou: 

“Não entendo como NENHUM SENADOR teve a "sensibilidade" de pedir o Impeachment do Ministro Alexandre Moraes, do STF.
Eu, como Deputado Federal pedi para o Presidente do Senado anterior, que nem me respondeu o pedido.
Senador tem que saber se impor pela democracia e ordem no País!
O Senado está na obrigação de tomar medidas contra as arbitrariedades de alguns Ministros do STF, como Alexandre Moraes, ou então terá credibilidade ZERO!
Me perguntam seguido se TODOS os Senadores têm rabo preso com o STF, pois fazem nada contra as arbitrariedades deles.
Difícil responder perante a realidade dos fatos, mas acredito que a maioria pense em ser firme.
Sou totalmente solidário ao Presidente Jair Bolsonaro!”

O deputado Otoni de Paula publicou a notícia do pedido e acrescentou: “Verás que o filho teu não foge à luta. Dia 7 de setembro temos que ir às ruas com pauta única- Art 52 da CF. Temos que forçar o senado federal a abrir processo de impeachment contra Moraes e Barroso. Ou eles abrem o impeachment ou PARAMOS O PAÍS POR TEMPO INDETERMINADO. Não é mais por Bolsonaro é pela nossa liberdade”. 

O advogado Maurizio Spinelli disse: “Viram o Tweet do presidente? Jogando, mais uma vez, dentro das 4 linhas, reafirma seu compromisso com a Constituição e com o Estado de Direito. Bem diferente dos semi-deuses do Supremo. Boa Presida!”

O deputado Eduardo Bolsonaro afirmou: "Presidente Bolsonaro levará semana que vem ao Presidente do Senado Rodrigo Pacheco  pedido de impeachment de Barroso e Alexandre de Moraes, conforme prevê o art. 52 da Constituição. Base do pedido é contínuas violações de liberdades como a de expressão. Os senadores poderão ter a oportunidade de pôr fim a prisões arbitrárias, bem como acabar com um período de censura. Só numa ditadura jornalistas e políticos são presos e pessoas censuradas em sua liberdade de expressão, por supostos crimes que sequer têm definição em lei".

O deputado Major Vitor Hugo perguntou: “E aí, Rodrigo Pacheco? Dentro das quatro linhas, cabe a você. O País espera coragem e desassombro de quem ocupa sua posição. Vai sair da inércia?!”

Fabricio Rebelo, pesquisador em Segurança Pública, afirmou: “Há pouco, o Presidente Jair Bolsonaro se pronunciou nas redes sociais e trouxe à baila o tema da "ruptura institucional". É algo absolutamente emblemático, pois parece apontar que essa passou, sim, a ser uma real possibilidade posta à mesa. O grau de instabilidade se eleva muito”.

O deputado estadual Bruno Engler sugeriu: “Agora é ligar o "modo CPI" e pedir ao Kássio Nunes para exigir que o Senado paute o impeachment de Alexandre de Moraes e Barroso. Não obedeceu pra abrir a CPI do Circo?”.

O Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, André Porciúncula, afirmou: 

“Ordem judicial não é uma decisão emitida por um juiz, mas sim uma decisão sustentada nas leis vigentes. Não há ordem judicial sem ordem legal. A autoridade da decisão judicial está na lei, não no juiz. A ideia de que decisões ilegais devem ser cumpridas envenena nossa democracia.
Havendo dúvidas jurídicas legítimas, quanto sua legalidade, cabe ao próprio Judiciário esclarecê-las. Sendo manifesta e gritante sua ilegalidade, é dever de todos os três poderes restabelecer o império da lei e da ordem jurídica. Espero que cheguem na solução mais conciliatória.
Nesse aspecto, faz muito bem o Presidente da República, como chefe do Poder Executivo, ao instar o Poder Legislativo a cumprir com suas responsabilidades constitucionais, garantindo a ordem constitucional vigente no país”.
O empresário Salim Mattar, ex-secretário de privatizações do governo Bolsonaro, citou o jurista Modesto Carvalhosa: “Quando perdem a legitimidade, a autoridade, a credibilidade, a respeitabilidade e a honorabilidade, as instituições apelam para a força. É sinal de decadência total”. 

O advogado Oduwaldo Calixto lembrou: “Existem vários pedidos de impeachment engavetados no Senado contra os Ministris do STF, a saber: Toffoli,  Gilmar Mendes,  Lewandowski, Luiz Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. O Pres. Rodrigo Pacheco fere o Regimento e não impulsiona”.

O deputado federal Carlos Jordy assinalou: “PR Bolsonaro levará ao Senado pedido de impeachment dos Ministros Barroso e Alexandre de Moraes. Aí sim, Presidente! Não é possível q senadores assistam e aceitem passivamente todos esses atos inconstitucionais e ataques às instituições e não façam nada. Parabéns por sua postura!”.

O pastor Silas Malafaia conclamou: “BOB JEFF PERTENCE A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA? Quem montou uma organização criminosa foram Alexandre de Moraes e Barroso. Não tem crime maior do que aqueles que foram postos para zelar pela CF , rasgam a mesma e prendem pessoas abusando da autoridade que tem. IMPEACHMENT NELES!”.

O deputado José Medeiros disse: “Tem todo meu apoio, sr. Presidente da República! O Brasil não é o QUINTAL da casa de ninguém, independente do cargo que ocupe. A CONSTITUIÇÃO precisa ser respeitada. ELA SERVE AO POVO, não para ser um caminho de VINGANCINHAS!!!”

A deputada Caroline de Toni publicou uma fotografia ao lado da televisão, com a indicação do pedido do presidente, e disse: “Em roteiro por Lages, na Rádio RC7, eu e o Dep. Jessé Lopes vimos  a notícia. Mais do que nunca precisamos que todos os membros de todos os poderes respeitem a Constituição. Num Estado de Direito ninguém está acima da lei. Muito bom, presidente Bolsonaro!”

O advogado Guillermo Piacesi disse: “Com o pedido de impeachment dos ministros do STF que o Presidente da República enviará ao Presidente do Senado na semana que vem, Bolsonaro conseguirá expor publicamente o acumpliciamento que existe entre Senado e STF, com um “pacto de não-agressão” prevaricador. Ou então dará a chance para Rodrigo Pacheco entrar para a história por ter feito a coisa certa no momento quase certo, pois já é a hora fatal, com o “timing” já perdido. Eu particularmente penso que já está tudo exposto. Mas um pedido de impeachment vindo do Presidente da República causa um impacto sim. Pacheco não vai fazer nada, concordo. Mas essas são as tais “4 linhas da Constituição”. A ruptura JÁ ACONTECEU”.

O internauta Smith Hays opinou: “Bolsonaro está forçando uma ruptura. O Pacheco JAMAIS vai abrir o impeachment do Barroso e do Alexandre de Moraes. Mas a atitude do Bolsonaro atiça a raiva dos ditadores. Querem apostar que na sequência vão obrigar a Câmara a abrir processo de impeachment contra o Bolsonaro?”.

Carmelo Neto, vereador de Fortaleza, relatou: “Presidente Jair Bolsonaro pedirá o impeachment dos ministros Barroso e Alexandre de Moraes. Diferente deles, tudo dentro das 4 linhas da constituição. Parabéns, presidente! Na próxima semana o pedido de impeachment estará nas mãos do senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado”.

A jornalista e servidora federal Sarita Coelho opinou: “A terceira via quer chegar ao 2º turno? Faça com que Rodrigo Pacheco coloque em votação os pedidos de impeachment contra os dois ministros do STF que extrapolam os limites da constituição. Se ele liderar esse processo, tira o lula da disputa e chega competitivo contra Bolsonaro”.

A internauta dona Zélia explicou: 

“Tudo começou com a matéria da Foia sobre o disparo de zap, que nunca foi provado.
Depois vieram as verdadeiras milícias virtuais alertando como o presidente seria um ditador e o desfile dos "istas": racista, machista, naz*, etc.
Não demorou surgiu a trupe da Peppa
A reunião parlamentar com cartazes de meme. O embrião do inquérito das fake news.
Daí pra levarem o Oswaldo Eustáquio foi um pulinho. Entrou andando, saiu na cadeira de rodas.
Jornalistas o chamaram de blogueiro.
Daniel Silveira foi entregue pelos pares e continua na prisão
Com a fiança paga, continua por lá. Pq? Pq sim e cala a boca.
E se não calar vamos levar mais um. E levaram. Um líder de partido, advogado que foi pra Bangu.
Sabe qual o crime? Opinião.
O diplomata chinês curtiu!
Só não vai ficar por aí, pq vocês já sabem: estão de olho…
De olho no que a gente diz, escreve e pensa. Só pode dizer, escrever e pensar o que eles gostam. É pela democracia!
Já está até previsto na nova lei de segurança Nacional.
Deve ser por isso que o senado não pensa e não fala sobre isso, não é, Pachecozão?
É uma das 4 linhas
As 4 linhas DE FORA da Constituição: inquéritos ilegais, cpi do tudo ou nada, encontro de ministros com partidos e abuso de autoridade.
Na minha época chamava cabo de guerra.
Não vou me alongar, mas se chegou até aqui, preste muita atenção no que digo
INDIGNE-SE. Antes de comemorar que prenderam do lado A ou B, use ao menos um neurônio, o seu, e procure saber como e pq.
Investigue a legalidade sem procurar essa informação na TV.
E se ainda assim não vir o que está acontecendo ou achar que a culpa é do Bozo, o palhaço é você”.

O consultor internacional Julio Schneider desabafou: “Lembram do Abaixo-assinado pelo 'impeachment' do ministro Alexandre de Moraes com mais de 3 milhões de assinaturas? Não deu em nada porque o Senado está cagando pro povo brasileiro! Às instituições faliram faz tempo!”.

O colunista Ismael Almeida apontou: “Presidente Bolsonaro vai pedir o impeachment de Moraes e Barroso. It's time!”.

O jornalista Frank César relatou: “O Presidente Bolsonaro pedirá na próxima segunda-feira ao senado, abertura de processo de impeachment contra os Ministros Moraes e Barroso.  Para o Presidente, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso já ultrapassaram todos os limites constitucionais possíveis”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...