terça-feira, 3 de agosto de 2021

Senador Marcos Rogério humilha Renan Calheiros ao apontar perseguição da CPI à imprensa


Em entrevista coletiva durante sessão da CPI da pandemia, também conhecida como “CPI do Circo”, “CPI da Cortina de Fumaça”, e “Tribunal de Renan Calheiros”, o senador Marcos Rogério denunciou o absurdo dos requerimentos propostos pelo senador Renan Calheiros contra veículos de mídia. Renan Calheiros apresentou uma série de requerimentos contra diversos veículos de imprensa, retirando, na última hora, o requerimento contra a rádio Jovem Pan. Os outros requerimentos, que atingem veículos independentes, foram mantidos em pauta e aprovados em bloco. 

O senador Marcos Rogério lembrou que a CPI vem fazendo uma investigação claramente seletiva, com viés político-eleitoral. Marcos Rogério disse: “escolhem a quem investigar, a quem atacar. E um dos ataques mais cruéis está acontecendo neste momento, um ataque a um dos pilares da democracia, a liberdade de imprensa e de expressão”. O senador disse que viu hoje o “ataque mais vil contra essa liberdade, que é uma garantia fundamental”. 

O senador lembrou que os jornalistas precisam ter a possibilidade de oferecer a seus interlocutores o sigilo da fonte, para obter informações. Marcos Rogério disse: “quando vi o requerimento, e vindo com a chancela de quem veio, vi que estamos em um dos momentos mais tristes da história democrática do Brasil”. O senador lembrou que, até para existir, o requerimento deveria ter ao menos um fundamento. Não tendo, não deveria ser pautado. Mas foi. Marcos Rogério disse: ‘lamento, de forma veemente, que isso esteja acontecendo no âmbito da CPI e da casa alta do parlamento. Aqueles que se negam a investigar a corrupção agora querem perseguir veículos de imprensa no Brasil”. O senador lembrou que ter críticas à linha editorial de um ou outro veículo não autoriza a “cercear o direito de quem quer que seja”. 

Questionado sobre a alegação de Renan Calheiros de que o requerimento contra a Jovem Pan foi um “equívoco”, Marcos Rogério questionou: “alguém aqui acredita realmente que foi um equívoco? Será que foi equívoco também o ctrl+c, ctrl+v? Ou é a cegueira deliberada, fruto da maldade perversa a imperar nessa CPI?”. O senador lembrou: “tirar de pauta não tira a mancha que deixaram nos pilares da Constituição”


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...