sábado, 28 de agosto de 2021

URGENTE: Bolsonaro faz seu mais intenso pronunciamento: 'Meu futuro: preso, morto ou a vitória. A primeira alternativa não existe'


O presidente Jair Bolsonaro fez um eloquente discurso durante sua participação no 1º Encontro Fraternal de Líderes Evangélicos, em Goiânia. O presidente reiterou que vem lutando por “algo muito, mas muito mais importante que a própria vida, que é a nossa liberdade”. 

Bolsonaro apontou que, em seu governo, tem a consciência tranquila por fazer tudo o que é possível e entregar a Deus o que é impossível para que o oriente. O presidente lembrou que o ano de 2020 foi bastante complicado devido à pandemia e disse: “o mais fácil seria eu aderir ao politicamente correto, rasgar todos os incisos do art. 5º da Constituição, onde se fala dos direitos e garantias individuais”, e apontou que outros “tripudiaram em cima desse dispositivo constitucional”. O presidente lembrou que governadores e prefeitos tomaram medidas que seriam proibidas ao presidente até mesmo em um estado de sítio, e disse que tiraram emprego e renda, jogaram pessoas na miséria, proibiram o direito de ir e vir e proibiram de frequentar igrejas. O presidente acrescentou: “não quero generalizar, mas o objetivo de alguns era quebrar o governo pela economia. Não conseguiram. Nós atendemos aos mais humildes, buscando uma maneira de remediar a sua situação. Vencemos essa etapa. Um governo que, desde o primeiro momento, tudo fez para combater a pandemia”. 

O presidente prosseguiu: “no momento que o Brasil atravessa, onde uma pessoa, ou duas, tentam perverter a ordem pública com medidas arbitrárias, revanchistas, extrapolando aquilo que seria seu direito, passando por cima até mesmo do seu compromisso de zelar pela Constitução brasileira. Nós não podemos admitir isso. Quando um presidente do TSE desmonetiza páginas de apoiadores do governo, ele abre brecha para que presidentes de TREs façam a mesma coisa. Isso não é democracia. A liberdade de expressão tem que valer para todos”. 

Bolsonaro acrescentou: “temos um presidente que não deseja ruptura. Mas tudo tem limite nessa vida. Não podemos continuar convivendo com isso. Sei que a grande maioria dos líderes evangélicos vão participar desse movimento. E é o que têm que fazer. Espero que não queiram tomar medidas para conter esse movimento. A liberdade de se manifestar está garantida em nossa Constituição, não depende de regulamentação. O Brasil precisa de paz”. O presidente manifestou espanto com a ânsia de evitar o movimento e lembrou que, nas manifestações de conservadores, sempre imperou a ordem, a disciplina, o respeito ao patrimônio, e aos policiais.

O presidente apontou: “tenho três alternativas para o meu futuro: preso, morto ou a vitória. Pode ter certeza: a primeira alternativa não existe. Nenhum homem aqui na terra vai me amedrontar. Tenho a consciência de que estou fazendo a coisa certa. Estamos juntos nessa caminhada”. Bolsonaro apontou o exemplo de outros países da América do Sul como a Venezuela e a Argentina e afirmou: “nós temos um compromisso com vocês. É buscar a felicidade para vocês. Não aceitar injustiças. Não aceitar aqueles que dizem estar preocupados com a vida de vocês, mas na verdade, querem o poder”. O presidente concluiu: “Preso, jamais. Vivo, dependo de Deus. Com a vitória, ao lado de vocês”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...