quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Bolsonaro detona Boulos após MTST invadir Bolsa e repudia baixarias de Renan na CPI


Durante sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro dirigiu-se ao ex-candidato Guilherme Boulos, lamentando a invasão do prédio da Bolsa de São Paulo pelo MTST. Bolsonaro ironizou algumas pessoas do mercado financeiro que apoiam movimentos como o MTST, e disse que eles puderam ter um exemplo de como esses movimentos respeitam a iniciativa privada e a propriedade. 

Bolsonaro questionou as motivações da invasão, que alegadamente seriam para protestar contra a fome e o desemprego, e questionou: “o que a esquerda como um todo fez para que pessoas não perdessem a renda em 2020? Fizeram tudo ao contrário, e você apoiou isso”. O presidente acrescentou que há inflação de alimentos no mundo inteiro devido às medidas tomadas a pretexto de combater a pandemia. Bolsonaro lembrou que diziam ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’, e agora a conta chegou. 

O presidente disse: “agora, querer me culpar da fome no Brasil e do desemprego, você está de sacanagem”. Falando sobre Boulos, o presidente acrescentou: “nunca vi esse cara do lado da ordem, respeitando propriedade privada…”. Bolsonaro explicou que, para combater os efeitos das medidas tomadas por governadores e prefeitos, o governo federal concedeu o auxílio emergencial, até o limite do endividamento. O presidente disse: “estamos fazendo nossa parte”, e comparou com “criticar, invadir a Bolsa, falar que é contra a fome e o desemprego”. 

Bolsonaro explicou que, embora tenha havido aumento de empregos formais no Brasil, os índices de desemprego aumentaram devido à metodologia adotada pelo IBGE. O presidente explicou que os informais contavam como empregados quando não procuravam emprego, e, quando buscaram empregos formais por terem suas atividades prejudicadas, passaram a ser contados como desempregados. 

O presidente também comentou a CPI da pandemia, apontando: “mais uma cena de baixaria na CPI. Uma coisa terrível ali, o que aconteceu na CPI”. Bolsonaro afirmou que a CPI não apurou nada de corrupção em seu governo porque não há. O presidente disse: “corrupção como acontecia até há pouco tempo no Brasil, deixando grupos assaltarem estatais, ministérios, pela governabilidade…. isso não existe. Cada ministério tem um grupo que combate a corrupção, que analisa com lupa os contratos”. 

O presidente lembrou que, diferentemente do governo federal, alguns governadores “fizeram a festa”. Bolsonaro mencionou o escândalo em torno do Consórcio Nordeste, envolvendo o ex-ministro Carlos Gabas, e disse: “pagou 48 milhões, recebeu zero respiradores, e tudo bem, a CPI não fala nada”. O presidente acrescentou: “a CPI, no meu entender, está completamente desmoralizada”. 

O presidente ironizou ainda o convite para que Paula Lavigne produza uma cerimônia de encerramento para a CPI. Bolsonaro disse: “Paula Lavigne, segundo a imprensa, patrocinou uma manifestação contra mim. Tinha 6 pessoas! Não deu pra conversar, era só gritaria. E agora a Paula Lavigne é que vai patrocinar a cerimônia de encerramento da CPI”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...