quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Deputados, jornalistas e personalidades se pronunciam após confronto entre Renan e Jorginho na CPI


A discussão entre os senadores Jorginho Mello e Renan Calheiros foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, que se encheram de comentários sobre o relator da CPI da pandemia, também conhecida como “CPI do Circo”, “CPI da Cortina de Fumaça” e “Tribunal de Renan Calheiros”. 

O senador Jorginho Mello, pelas redes sociais, disse: “Quem é Renan Calheiros para chamar alguém de vagabundo? Ninguém tem sangue de barata. Fiz o que muitos brasileiros gostariam de ter feito. Quero registrar aqui o meu voto contrário ao requerimento de convocação do empresário Luciano Hang para depor na CPI. É um absurdo esta tentativa de constranger o catarinense para tentar atingir o presidente, cercando e pressionando quem o apoia. Revoltante ver a CPI desrespeitar a memória da mãe do empresário Luciano Hang, que teve seu amor de filho posto em dúvida e a moral atacada, sem chance de defesa. E a CPI hoje descambou de vez para um arremedo de telejornal, requentando qualquer material que possa ajudar na narrativa antibolsonarista”.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, ironizou: “RENAN TENTA PASSAR SEU APELIDO PARA JORGINHO MELLO. Existem requisitos para ser chamado de determinados adjetivos. Mandou bem, Sen. Jorginho Mello”.

A deputada federal Carla Zambelli publicou um vídeo do momento da briga entre os senadores e disse: “Chega uma hora que até os mais serenos, explodem diante de tamanha sacanagem”.

O deputado Carlos Jordy apontou: “Olha o nível do relator da CPI. Renan Calheiros, mais sujo que pau de galinheiro, chama Senador Jorginho Mello de vagabundo. Parabéns, Jorginho, por não deixar barato”.

A deputada federal Caroline de Toni disse: “JORGINHO MELLO FALOU A RENAN O QUE TODO BRASILEIRO QUERIA FALAR. O que o Renan falou ontem do Luciano Hang, na CPI da Covid, é de uma baixeza e de uma imoralidade sem par. Esse gesto de desespero, de quem imaginou que derrubaria o Governo Bolsonaro, mas, pela falta do que acusar, não logrou êxito, desmoralizou ainda mais a CPI. Deixo aqui minha solidariedade ao Luciano e meus parabéns ao Jorginho Mello.

O deputado federal catarinense Daniel Freitas congratulou: “O Renan Calheiros mais uma vez veio com a sua truculência e arrogância e foi colocado em seu devido lugar ao vivo na CPI. Jorginho Mello falou o que MUITOS brasileiros gostariam de falar a esse senhor. Estamos juntos, Jorginho Mello” 

O escritor e empreendedor cultural Bernardo P Küster afirmou: “o senador Jorginho Melo tem mais bile e bolas que o senado inteiro. Ninguém deve levar pra casa desaforo de vagabundo”.

A internauta Erika Moura disse: “O que está acontecendo não é uma CPI, é um teatro dos horrores, um tribunal de exceção, onde pessoas são perseguidas, humilhadas, ofendidas, coagidas, sofrem abuso moral e psicológico. Uma monstruosidade, até a honra e memória de pessoas dignas que faleceram estão vilipendiando”. 

A vice-presidente do PTB, Graciela Nienov, comentou: “Renan Calheiros foi pra cima do senador Jorginho Mello, que é mais magrinho e baixinho, querendo agredi-lo. Engraçado que com o Flávio Bolsonaro e o Marcos Rogério o Renan só discute à distância, né?”.

O deputado federal Marco Feliciano disse: “Falta na CPI mais atitudes como a do senador Jorginho Mello, que deveriam em todas as sessões, em todas as suas falas, a todos os momentos expor sem constrangimento e sem medo quem são os atores desta maldita CPI! Deveriam ler e mostrar os processos destes figurões em plenário!”

O economista e jornalista Rodrigo Constantino resumiu: “Senador Jorginho enquadrou o vagabundo”.

Carmelo Neto, vereador de Fortaleza, afirmou: “Renan Calheiros abrindo a boca para chamar alguém de vagabundo... Acabou escutando a verdade: que é um ladrão picareta. Parabéns pela postura, senador Jorginho Mello”.

Paula Marisa, Especialista em educação, palestrante e comentarista política, disse: “Sou team senador Jorginho. #RenanVagabundo”. 

A internauta Raquel Blak disse: “Senador Jorginho Melo foi gigante . Enfrentou o Cangaceiro. Tinha que ter dito mais . Parabéns Senador !”

O comentarista Adrilles Jorge, da Jovem Pan, questionou: “Um senador chama Renan de vagabundo, ladrão, picareta. Uma jornalista da Globo, com brilho nos olhos, deseja sorte e força para Renan. Em quem vc confia mais?”.

A internauta Bruna Torlay afirmou: ‘O bate boca entre o senador Jorginho Mello e o cangaceiro símbolo da bandidagem de colarinho branco explícita foi o ponto alto da CPI hoje. O programa do ratinho formou o gosto de um público que a CPI corteja loucamente.

Quem liga pra esclarecer esquemas? Audiência é tudo!”.

O compositor Renato Giraldi relatou: “O Renan perdeu o controle e, desesperado, partiu pra cima do senador Jorginho. Narrativas tão falsas quanto a cabeleira do senador”.

A internauta Lu Sapelli agradeceu: “Senador Jorginho Melo, obrigada  por falar por mim”.

O ativista Fernando Bolsomito disse: “Senador Jorginho Mello é mais um que ganhou crédito comigo!”

O internauta Horacio Hudson afirmou: “Ladrão picareta. Vagabundo!!! Grita o senador Jorginho para Renan. Lavei a alma, vocês também? Ladrão na frente do Brasil todo, se bem que a Globo não deixou aparecer, é muito pesado. Será que o vagabundo do Renan vai ter coragem de processar o Jorginho?”

O jornalista Vinicius Mariano disse: “Hoje, na CPI da pandemia, Renan Calheiros chamou o senador Jorginho Mello de vagabundo, que rebateu chamando o de ladrão picareta. A CPI está mais para Programa do Ratinho ou Casos de Família”

A radialista e comentarista Valeria disse: “Vagabundo, Ladrão, picareta… Nosso senado. Parabéns  ao senador Jorginho!”

O perfil Bolsofênix brincou: “Quem também concorda com o que o senador Jorginho Mello disse levanta a mão”.

O internauta José Ricardo da Silva disse: “Nosso Senador Jorginho Melo lavou a alma dos que concordam com ele”.

O internauta Enock Formiga relatou: “Senador Jorginho para Renan Calheiros:

Vossa excelência é um Ladrão, vagabundo e picareta. Lavou a alma dos brasileiros do bem. #CPICircoDosHorrores pegando fogo”

A advogada Raquel Stasiaki comentou: “Senador Jorginho Mello para Renan Calheiros na CPI: "Você é um vagabundo, seu ladrão picareta". Eu achei ele ainda gentil com o Renan”.

O internauta Luelton Bezerra disse: “Vagabundo é tu, ladrão", diz senador Jorginho. É, Renan Calheiros, a Globo não está conseguindo limpar tua capivara não. Uma vez ladrão, sempre ladrão”.


O perfil Sidney23 disse: “É tanta sacanagem, tanta humilhação, tanto deboche, tanto terror*, tanta calúnia, tanta difamação que chega uma hora que alguém acaba explodindo. Parabéns ao Jorginho”.

O perfil FamíliaDireitaBrasil relatou: 

URGENTE-JORGINHO MELO DETONA RENAN

J: O Sr não tem envergadura para falar que  governo é corrupto. Vá para os quintos.

R: Vá V Exa. com o seu presidente e o Luciano Hang.

J: O Sr lava a boca para falar do Luciano.

R: Vai lavar a tua vagabundo.

J: Vagabundo é tu ladrão, picareta.

O presidente estadual do PTB do Rio Grande do Norte, Getúlio Batista, disse: “Ainda estou rindo como Renan é um Senador sem vergonha, eu tive vergonha alheia com as palavras do Senador Jorginho Melo, se referindo a Renan Calheiros; “Vá lavar sua boca pra falar de Luciano Hang, um empresário decente. Você, Renan, é um vagabundo, ladrão e picareta.”

A internauta Mari Sasso disse: “O circo da cpi da covid nos deixa com muita raiva, mas revelou uns políticos que devemos olhar, os senadores Marcos Rogério, Jorginho Mello e Luiz Carlos Heinze, nos representando…”


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...