terça-feira, 14 de setembro de 2021

Senador Marcos Rogério derruba manipulações de Omar e Renan na CPI: ‘Tentam fabricar, perdeu-se tempo’


Em pronunciamento na CPI da Pandemia, também conhecida como “CPI do Circo”, “CPI da Cortina de Fumaça”, e “Tribunal de Renan Calheiros”, o senador Marcos Rogério foi enfático ao retrucar estratagemas de Renan Calheiros, Randolfe Rodrigues e Omar Aziz para incriminar o Governo Bolsonaro e elidir iniciativas de investigação de fatos concretos de corrupção em estados e municípios.

O parlamentar asseverou: “Não se comprou, não se recebeu, não se pagou um centavo de real neste contrato. Não se está questionando o valor da vacina, até soltaram um ‘fake news’ gigante na CPI, falando de vacina indiana a 150 dólares. Faltaram à aula de matemática. Embalagem com múltiplas doses, falaram que era dose única. Não conseguindo avançar na narrativa acusatória quanto ao contrato principal, pegam o acessório”.

O senador apontou a intenção persecutória do comando da CPI: “Não houve ilegalidade, mas tentam imputar ao Governo Bolsonaro. Tudo aquilo que vimos em governos anteriores: crime para todos os lados, corrupção por todo lado, roubalheira por todo lado, não vemos neste governo e, aí, tentam fabricar (...) Ficaram a tarde inteira patinando”. 

O senador Marcos Rogério alertou ainda que os colegas extrapolam as funções e os limites de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Marcos Rogério disse: “CPI é um instrumento de controle político da administração que tem alguns limites formais objetivos: você investiga fato determinado do passado e por tempo determinado. Não se pode fazer uma CPI para se investigar fato indeterminado, começa de um jeito e termina com um objeto estranho ao corpo de investigação da CPI. Perdeu-se, aqui, o tempo de investigar de verdade, de investigar profundamente, de pegar provas, evidências, saber se houve corrupção, onde houve roubalheira, desvio, corrupção ativa, passiva, conluio, organização criminosa. Perdeu-se uma grande oportunidade”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...