domingo, 19 de setembro de 2021

Senador Marcos Rogério explica oposição a Bolsonaro: ‘As elites não querem um presidente assim. Há uma pauta globalista que precisa avançar’


Em vídeo divulgado por suas redes sociais, o senador Marcos Rogério explicou as raízes da ferrenha oposição ao presidente Jair Bolsonaro. O senador explicou que a eleição do presidente Bolsonaro representou uma reação da sociedade brasileira contra uma agenda progressista que se espalha por todo o ocidente. 

Marcos Rogério explicou: “O grande problema é que, no topo da vida nacional, em espaços públicos e privados, se concentra justamente a parte da sociedade que vinha patrocinando o liberalismo cultural e moral em nosso País. Como essa pauta estava sendo tocada por partidos socialistas radicais que habilmente negociaram com o sistema, tudo ia de vento em popa”.

O senador prosseguiu: “O jogo é ideológico, com raízes e reflexos internacionais. Há uma agenda global de esquerda que se alinha quando o assunto é a pauta de costumes. O presidente Bolsonaro é um brasileiro simples, capaz de gestos inusitados, como abrir as portas do Planalto para pessoas do povo, sem qualquer protocolo. Comer pastel de feira, cachorro-quente da barraca da esquina. Ele é assim. As elites não querem um presidente assim.  Há uma pauta globalista que precisa avançar. Parece teoria de conspiração, admito, mas não é. Embora existam aqueles que fazem disso quase que uma religião, trata-se de uma realidade fria e brutal que já degenerou muitas sociedades ao redor do mundo, especialmente na Europa, e que busca, com força e ansiedade, comprometer a maioria do povo brasileiro, esse país continental”. 

O senador pediu que os cidadãos reflitam sobre as movimentações políticas em curso, apontando: “Agora, todos se juntam. Os opostos se aproximam… porque há um objetivo comum: devolver o poder para quem esteja comprometido com a ideologia que defendem. O Brasil precisa seguir firme, sem corrupção e com muito trabalho. Precisamos retomar as reformas e avançar em investimentos estruturantes para diminuir as desigualdades regionais. Mais que isso: precisamos ser ainda mais patriotas, defendendo as liberdades individuais e todos os valores fundamentais de nossa sociedade”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...