terça-feira, 12 de outubro de 2021

Bolsonaro aponta hipocrisia de Doria e Huck e ‘aviãozinho’ financiado pelo BNDES


Durante entrevista a veículos da velha imprensa, no Guarujá, o presidente Jair Bolsonaro apontou que o Estado não deve ser utilizado para privilegiar alguns “amigos” de quem está no poder. Bolsonaro lembrou que, em governos petistas, o BNDES, ao invés de promover o desenvolvimento nacional, servia para mandar dinheiro para ditaduras “amigas” do PT e também para facilitar empréstimos para os muito ricos, como Luciano Huck e o governador de São Paulo, João Doria. 

Bolsonaro disse: “A gente joga em todas as áreas. O Estado tem que não atrapalhar quem quer produzir. Não sou eu quem cria emprego. Quem cria emprego é o empresário, é o povo. Eu só crio emprego quando faço concurso público ou crio cargo em comissão. Não faltam inimigos para o nosso lado. Quando falei em R$90 bilhões das estatais, muitos ficaram revoltados: ‘Temos que tirar esse cara de lá’. O BNDES não é mais usado para projetos de poder ou de riqueza. Olha, usaram o BNDES para comprar aviões. Sabe quem? Luciano Huck, Doria. E querem dar de moralistas agora. Com juros de 4%, abaixo da TAXA SELIC. Acabou isso aí. Acabou”

Interrompido várias vezes pelos repórteres presentes, Bolsonaro disse: “Raramente converso com vocês [da imprensa] porque deturpam. Não são vocês, mas o editor, na ponta da linha, há muita coisa deturpada. Olha esse Guilherme Amado, nunca conversei com esse cara e nem quero conversar. Quando se mexe com certas questões, se mexe com o preço do dólar, interfere no preço dos combustíveis”.

O presidente acrescentou: “Quando se mexe na economia com notícias mentirosas, acontece isso. Ouvi um cara sem dedo falar: ‘Eu, presidente, vou dar R$300 bilhões na casa da moeda’. Sabe qual é a consequência disso? Falo isso para ele: crie uma casa da moeda em cada estado e dê a chave para o respectivo governador. Em 2018, tivemos o candidato do Ceará falando que iria anistiar as dívidas de todo mundo. Dezenas de milhões de pessoas. Assim, é fácil fazer campanha. Sem responsabilidade. Depois que chega, faz diferente. O próprio Lula confessou. Falava uma coisa e, na hora do vamos ver, teve que fazer diferente”.

A Folha Política mostra, há quase 10 anos, fatos da política brasileira, que incluem atos, pronunciamentos, eventos e declarações de membros dos três poderes, inclusive do atual presidente da República eleito democraticamente pela maioria da população. Antes de sua eleição, a Folha Política mostrou atos dos presidentes anteriores, e, da mesma forma, pretende continuar mostrando os atos dos próximos presidentes, assim como a cobertura completa de fatos de relevância nacional no âmbito da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, das Assembleias Legislativas estaduais, das câmaras municipais, do STF e de outros tribunais. Contudo, atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, do TSE, que decidiu inviabilizar o funcionamento de sites e canais conservadores, privando-os dos meios de sobrevivência. 

O confisco de renda atinge todos os vídeos produzidos pelo canal, independente do conteúdo. Essa decisão recebeu o apoio e aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, presidente do TSE, e se soma a outras medidas já tomadas contra o canal, como a apreensão de todos os equipamentos promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe qualquer valor pelo Pix, utilizando o QR Code que está visível na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...