quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Bolsonaro retruca Globo e desmoraliza Renan Calheiros: 'Vagabundo é elogio para ele'


O presidente Jair Bolsonaro discursou, em São José de Piranhas, na Paraíba, onde inaugurou a obra do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Bolsonaro lembrou sua trajetória até a presidência, com o desejo de mudar o Brasil, aproveitando suas riquezas naturais para promover o desenvolvimento para o povo brasileiro. 

Bolsonaro lembrou que, mesmo com todas as riquezas, o Brasil é um país subdesenvolvido, e perguntou: “como mudar isso aí? Muita gente tem boas ideias, em especial em época de eleições. Depois, tudo muda”. O presidente lembrou as dificuldades em formar um ministério após a eleição, e disse: “Escolhi os 22 ministros naquele momento. Pessoas que têm um compromisso, que têm conhecimento, que têm vergonha na cara e querem pensar em sua pátria. Comparem os meus ministros com os de governos outros, que nos antecederam, em especial os do PT. Grande parte já foi pra cadeia. E tem gente que quer que esses ladrões voltem a comandar o Brasil”. 

O presidente rebateu o senador Renan Calheiros. Ele disse: “Não chamem o Renan de vagabundo. Vagabundo é elogio para ele. Não há maracutaia lá em Brasília em que o nome do Renan não esteja envolvido. Esteve à frente do Senado o senador Davi Alcolumbre. E quem disputou a presidência com ele? Renan Calheiros. Imagine o Renan Calheiros presidente do Senado. Que desgraça estaria o Brasil. O comandante é o espelho da tropa. Renan nunca fez nada por Alagoas, que dirá pelo Brasil”.

O presidente rebateu a velha imprensa, dirigindo-se em especial à rede Globo, que o acusou de querer furar o teto de gastos. Bolsonaro disse: “Ninguém vai furar o teto não, entendeu, TV Globo? A TV Globo bateu duro em mim [por causa do aumento no auxílio-Brasil] dizendo que é uma irresponsabilidade passar para 400 reais. Quero ver a Miriam Leitão viver com 190 reais. Não devemos nos preocupar tanto com parte da imprensa. A imprensa séria e livre faz parte da democracia, democracia essa tão ameaçada. Vocês viveram na pele o que é ter um prefeito ou governador sem compromisso com a liberdade”.

Bolsonaro alertou: “Ninguém veio aqui falar de 2022, mas nós devemos nos preocupar. Não existe alegria maior do que andar por esse Brasil e ver as cores verde e amarela prevalecendo. O vermelho representa o ódio, a intriga, o conflito de classes, a corrupção e o atraso. Querer a volta dos que afundaram o Brasil em corrupção, em descumprimento da legislação, é querer o próprio fim”.

Apontando o sucesso das obras que vem concluindo, o presidente disse: “O Brasil tem um grande futuro, e esse futuro chegou”.

A Folha Política mostra, há quase 10 anos, fatos da política brasileira, que incluem atos, pronunciamentos, eventos e declarações de membros dos três poderes, inclusive do atual presidente da República eleito democraticamente pela maioria da população. Antes de sua eleição, a Folha Política mostrou atos dos presidentes anteriores, e, da mesma forma, pretende continuar mostrando os atos dos próximos presidentes, assim como a cobertura completa de fatos de relevância nacional no âmbito da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, das Assembleias Legislativas estaduais, das câmaras municipais, do STF e de outros tribunais. Contudo, atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, do TSE, que decidiu inviabilizar o funcionamento de sites e canais conservadores, privando-os dos meios de sobrevivência. 

O confisco de renda atinge todos os vídeos produzidos pelo canal, independente do conteúdo. Essa decisão recebeu o apoio e aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, presidente do TSE, e se soma a outras medidas já tomadas contra o canal, como a apreensão de todos os equipamentos promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe qualquer valor pelo Pix, utilizando o QR Code que está visível na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...