domingo, 31 de outubro de 2021

Deputado Neucimar Fraga protesta contra ‘ditadura do TSE’: ‘Este Parlamento tem que acordar’


Durante sessão deliberativa da Câmara, o deputado Neucimar Fraga manifestou seu repúdio pela cassação do mandato de um deputado estadual paranaense pelo Tribunal Superior Eleitoral, sob a alegação de “fake news”. Fraga apontou: “eu queria chamar a atenção deste Plenário para o fato de que o TSE cassou o mandato de um Deputado Estadual do Paraná, o Delegado Federal Fernando Francischini, sob a alegação de que ele divulgou uma fake news, disseminou notícia falsa. Trata-se de uma cassação de mandato, Sra. Presidente, por liberdade de expressão, pelo direito de falar, de denunciar! Aonde é que nós vamos chegar? Este Parlamento tem que acordar”.

A manifestação do deputado foi interrompida pela deputada que presidia a sessão, que pediu que ele “não saísse do tema”. O deputado lembrou que a praxe da Casa é que os deputados podem usar o tempo disponível para tratar dos temas que desejarem. Fraga disse: ‘é praxe aqui na Casa todo mundo usar o tempo para o que quer. Encaminhamos e gastamos o restante do tempo com o direito que temos de fala. Esse é o direito que eu estou usando”. 

Pouco mais tarde, o deputado reiterou: “Eu quero usar este tempo de encaminhamento que me resta para dizer a V.Exa. que o meu tratamento naquela oportunidade foi porque eu me senti prejudicado com a fala de V.Exa., porque é praxe neste Parlamento o cidadão usar o tempo da forma como deseja. Quase todos os Parlamentares, depois que encaminham uma matéria aqui, fazem aquilo que eles têm o direito de fazer para completar o seu tempo. Portanto, eu quero aqui reiterar a minha manifestação de repúdio ao TSE pela ditadura, pela arbitrariedade ao punir um Parlamentar eleito pelo povo com a pena de perda de mandato, dizendo que ele fez denúncia sem ter prova. Mais uma vez, registro o meu repúdio a essa atitude do TSE”. 

A Folha Política mostra, há quase 10 anos, fatos da política brasileira, que incluem atos, pronunciamentos, eventos e declarações de membros dos três poderes, inclusive do atual presidente da República eleito democraticamente pela maioria da população. Antes de sua eleição, a Folha Política mostrou atos dos presidentes anteriores, e, da mesma forma, pretende continuar mostrando os atos dos próximos presidentes, assim como a cobertura completa de fatos de relevância nacional no âmbito da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, das Assembleias Legislativas estaduais, das câmaras municipais, do STF e de outros tribunais. Contudo, atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, que decidiu inviabilizar o funcionamento de sites e canais conservadores, privando-os dos meios de sobrevivência. 

O confisco de renda atinge todos os vídeos produzidos pelo canal, independente do conteúdo. Essa decisão recebeu o apoio e aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, presidente do TSE, e se soma a outras medidas já tomadas contra o canal, como a apreensão de todos os equipamentos promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe qualquer valor pelo Pix, utilizando o QR Code que está visível na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...