sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Bolsonaro alerta para indicação de 2 ministros do STF em 2023 e retruca ‘desespero’ de adversários: ‘Na mão grande, não vão cortar’


O presidente Jair Bolsonaro discursou durante cerimônia de anúncios do governo em Ponta Grossa, no Paraná. O presidente enfatizou a importância da população tomar consciência do funcionamento do governo e das instituições, e de renovar os políticos, lembrando ainda que o próximo presidente poderá indicar mais dois ministros para o Supremo Tribunal Federal. 

Bolsonaro disse: “O ano que vem tem eleições. A renovação é bem vinda. E ter renovação também, pessoal, no Judiciário”. O presidente foi aplaudido, e prosseguiu: “Todos nós aqui vamos ter um ponto final um dia. E os ministros do Supremo, quando completarem 75 anos, vão embora”. O presidente disse: “quem ganhar em 22, no primeiro semestre de 23, bota mais dois. É mais importante, ouso dizer, tão importante quanto a eleição presidencial, é que vem a reboque duas vagas para o Supremo Tribunal Federal. Mudam-se as coisas. Olha o desespero de alguns. Querem cortar minha cabeça a qualquer preço. Cortem no voto! Na mão grande, não vão cortar”.

O presidente afirmou que a população precisa ainda ter paciência. Bolsonaro perguntou: “os orientais, têm uma paciência para 100 anos. Será que a gente não pode ter paciência, às vezes? um ou dois anos? Dá pra mudar. E vocês sabem quando um político está falando a verdade ou não”. O presidente afirmou: “tenho tranquilidade porque o voto eletrônico vai ser confiável ano que vem. Por quê? Porque tem uma portaria lá do Barroso convidando entidades para participar das eleições, entre elas as nossas, as suas FFAA”.

Bolsonaro disse que, com a participação das Forças Armadas, “passamos a acreditar no voto eletrônico, e nós, das FFAA, com suas equipes de inteligência, participaremos de todas as etapas do processo eleitoral, lá do código-fonte à sala secreta”. 

A Folha Política mostra, há quase 10 anos, fatos da política brasileira, que incluem atos, pronunciamentos, eventos e declarações de membros dos três poderes, inclusive do atual presidente da República eleito democraticamente pela maioria da população. Antes de sua eleição, a Folha Política mostrou atos dos presidentes anteriores, e, da mesma forma, pretende continuar mostrando os atos dos próximos presidentes, assim como a cobertura completa de fatos de relevância nacional no âmbito da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, das Assembleias Legislativas estaduais, das câmaras municipais, do STF e de outros tribunais. Contudo, atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, que decidiu inviabilizar o funcionamento de sites e canais conservadores, privando-os dos meios de sobrevivência. 

O confisco de renda atinge todos os vídeos produzidos pelo canal, independente do conteúdo. Essa decisão recebeu o apoio e aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, presidente do TSE, e se soma a outras medidas já tomadas contra o canal, como a apreensão de todos os equipamentos promovida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe qualquer valor pelo Pix, utilizando o QR Code que está visível na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...