domingo, 28 de novembro de 2021

Bolsonaro alerta para plano de Lula para censurar redes sociais e expõe como está derrotando o MST


Em entrevista a uma rádio da Bahia, o presidente Jair Bolsonaro advertiu para ameaças de Lula quanto a uma suposta “regulamentação” das redes sociais e dos meios de comunicação: “Eu nunca falei em regulamentar. Eu sou o presidente. Poderia fazer o que o Lula está ameaçando fazer. A imprensa tem que estar funcionando. Mesmo com alguns órgãos funcionando divulgando mentiras e ‘fake news’ o tempo todo. Você sabe quais são esses órgãos de imprensa. Eu falo para os jornalistas: você não precisa de dinheiro do Governo Federal. A economia indo bem, não vão faltar anunciantes para vocês”.

Nesta toada, o chefe de Estado alertou para as relações de Lula com a ditadura da Venezuela, o que revelaria seu matiz autoritário: “Como é a mídia na Venezuela? Totalmente controlada pelo Governo Maduro. Quem ajudou, lá atrás, nas eleições do Chávez e do Maduro? O Lula. Foi lá e fez campanha. Disse que na Venezuela poderia faltar tudo, menos democracia. Ele falou isso porque estava faltando papel higiênico na Venezuela e continua até hoje. Quem age dessa maneira não quer democracia. Ele vem falando abertamente que vai colocar um fim no tocante à liberação de arm* que colocamos para as pessoas de bem”.

Outrossim, o presidente fez uma explanação a respeito de como está derrotando ações ilegais do MST: “Veja se, hoje em dia, você vê invasões do MST. Além de armarm* o homem do campo, tiramos dinheiro de ONGs. A gente trabalha de verdade para todo o Brasil. Estamos entregando títulos em todo o Brasil. Nosso trabalho tem sido maior do que em 20 anos que nos antecederam”.

No contexto atual do Brasil, muitas pessoas estão sendo tratadas como sub-cidadãos, pelo simples motivo de terem manifestado apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Por expressarem suas opiniões, são alvo de CPIs, de inquéritos secretos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, ou são vítimas de medidas arbitrárias como prisões políticas, apreensão de bens, e exposição indevida de dados, entre outras. 

A totalidade da renda da Folha Política, assim como de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, com o apoio e aplauso do presidente do tribunal, Luís Roberto Barroso, que é também ministro do STF. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a continuar nosso trabalho, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou com o código ajude@folhapolitica.org

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os eventos da política brasileira e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer manter invisíveis. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...