domingo, 7 de novembro de 2021

Bolsonaro homenageia veterano da Segunda Guerra no Paraná e relembra viagem à Itália: ‘estão entendendo o quanto o Brasil representa para o mundo’


Durante cerimônia de anúncios do governo federal na cidade de Ponta Grossa, no Paraná, o presidente Jair Bolsonaro homenageou um pracinha que lutou na Segunda Guerra Mundial. O presidente lembrou que, na semana passada, visitou, na Itália, um monumento aos brasileiros que lutaram, ao lado dos italianos, contra o autoritarismo e pela liberdade. 

O presidente afirmou que, na viagem, viu que, apesar das narrativas da velha imprensa contra o Brasil, entre as pessoas comuns, existe uma percepção da importância do país, que alimenta uma a cada 5 pessoas do mundo. O presidente disse: “As pessoas nos reconhecem, tiram fotografias, gostam do Brasil, são apaixonados por nós. Cada vez mais, eles estão entendendo o quanto o Brasil representa para o mundo. 1 em 5 pessoas são alimentadas por nós”. 

Bolsonaro enfatizou a importância e a pujança do agronegócio brasileiro, apontando que o Brasil é exemplo para o mundo, com baixa emissão de gases de efeito estufa e preservação de florestas. O presidente apontou que os poucos protestos ocorridos na viagem eram de brasileiros, e rebateu críticas infundadas.  

O presidente lembrou a visita ao monumento aos brasileiros em Pistoia, e homenageou o pracinha, sr. Odorico. Bolsonaro disse: “Graças a Deus, o senhor Odorico está entre nós. Atravessaram o Atlântico, em 43, cerca de 25 mil brasileiros. De 25 mil, quase 500 não retornaram. O sr. Odorico está aqui, um herói vivo entre nós, 101 anos, e olhe só, comemora também 77 de casado. É uma história para todos nós. Temos algumas dezenas de heróis vivos como o sr. Odorico pelo Brasil. E eles foram lutar contra o na*** e o fa***, lutar por liberdade. E, lá fora, eles são reconhecidos”. O presidente lembrou que, na viagem, um veterano italiano agradeceu aos brasileiros e disse: “Eles se lembram perfeitamente daquele momento. Nós, brasileiros, somos muitíssimo bem recebidos na Itália. Eles abrem o coração. Eles dizem que não falam outra língua e têm liberdade graças aos Aliados e graças a esse contingente brasileiro que esteve na Itália”. 

Bolsonaro lembrou ainda que foi o segundo presidente a visitar o monumento, e questionou os motivos para os ex-presidentes de esquerda não valorizarem a luta contra o autoritarismo. Ele enfatizou a importância da verdade: “a verdade, pessoal, tem que ser a nossa Bíblia, a nossa Constituição, o nosso norte. Nem um casamento, nada se sustenta com mentira. A fama do meio político é cada vez mais agravada pela questão da mentira. Mas isso não é uma regra para os políticos. Nós não podemos, por uma minoria, tomar como se fosse a maioria. Nós vamos nos libertando. Quem esperava eu ser presidente da República? Mas aconteceu. Eu confesso: me candidatei, tinha um objetivo, mas não me iludia, sabia da dificuldade”.

Ao relembrar o ataque que sofreu durante a campanha, Bolsonaro apontou que o caso acabou de ser reaberto e será investigado, alfinetando o ex-ministro Sergio Moro. Bolsonaro disse: “vai ser reaberto o processo. Agora, vamos ter quebra de sigilo telefônico, fiscal, imagens… Vamos chegar ao final da linha. Foi da cabeça dele ou não? Eu acho que não, até pela estrutura que tinha. E agora a PF tem um bom comandante. Temos um bom ministro da Justiça, diferente lá do passado. E não queremos a verdade por revanchismo. Queremos a verdade pela verdade”. 

A liberdade, no Brasil, está sob ameaça, assim como a propriedade privada, em consequência do ativismo judicial de alguns membros do Judiciário. A renda da Folha Política e de outros sites e canais está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e respaldo do ministro do STF Luís Roberto Barroso, que é também presidente do TSE. 

O confisco da renda atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...