segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Deputada Bia Kicis rebate Lula sobre censura e aponta colaboração da velha imprensa: ‘querem viver num mundinho feito só pra eles’


Em sua live semanal, a deputada federal Bia Kicis comentou as declarações do ex-presidente Lula, que afirmou que, em sua opinião, será “necessário regulamentar as redes sociais”. A deputada apontou que, enquanto o ex-presidente propõe o controle do Estado sobre os cidadãos, arrogando-se como senhor da verdade ao lado de seus correligionários, a velha imprensa não se opõe. Bia Kicis disse: “a imprensa fica quietinha, ou bate palma para isso”. 

A deputada explicou as motivações das pessoas nessa parceria entre partidos de extrema-esquerda e a velha imprensa: “querem nos calar, querem nos tornar invisíveis. Para esse povo, a gente não devia existir. Por isso eles ficam criando rótulos, narrativas, para cancelar as pessoas”. A deputada exemplificou com o caso de uma jornalista que não aceitou perder um prêmio para um jornalista menos esquerdista, e enfatizou que a jornalista não aceitou o resultado da votação. Bia Kicis desabafou: “gente, é muito tóxico. Esses caras querem viver num mundinho feito só pra eles. Não aceitam o diferente coisa nenhuma, é tudo narrativa”. E resumiu: “é tudo mentira, é tudo hipocrisia”.

Pouco antes, a deputada havia comentado como a velha imprensa noticiou a viagem do ex-presidente Lula à Europa. Bia Kicis lembrou que, graças à internet, os cidadãos não precisam aceitar qualquer versão imposta pela velha imprensa, e apontou que é por esse motivo que pessoas como Lula querem censurar a internet. 

A censura a conservadores é intensa e aberta. Cidadãos que expressem suas opiniões ou manifestem apoio ao presidente são alvo de intensa perseguição, podendo ser alvos de prisões, buscas e apreensões, censura e até mesmo confisco. 

Em inquéritos conduzidos nas cortes superiores, “matérias”, “reportagens” e “relatórios” produzidos pela velha imprensa contra seus adversários políticos ou concorrentes são aceitas como provas, sem questionamento, e servem como pretexto para devassas em pessoas e empresas, no que é conhecido como “fishing expedition”. O resultado das devassas é compartilhado com a velha imprensa, que então expõe seus concorrentes apresentando atos banais como se fossem crimes, em matérias que servem como base para novos atos contra a concorrência.

Em uma decisão monocrática em um inquérito administrativo, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar a renda de sites e canais conservadores para impedir suas atividades, com o respaldo e aplauso do ministro do STF Luís Roberto Barroso, que é presidente do TSE. A Folha Política tem toda a sua renda confiscada desde 1º de julho de 2021. O confisco da renda atinge todos os vídeos produzidos pelo jornal, independente de tema, data, ou qualquer outro fator. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal, doe qualquer valor utilizando o QR Code que está visível na tela, ou use o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Com a sua ajuda, a Folha Política poderá se manter firme e continuar o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...