terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Ministros sobrevoam áreas afetadas pelas chuvas na Bahia e Bolsonaro anuncia 200 milhões para reconstrução


Os ministros Rogério Marinho, João Roma, Marcelo Queiroga, Damares Alves e o ministro substituto da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, foram ao sul da Bahia, região atingida por fortes chuvas, e sobrevoaram as áreas afetadas. Eles devem fazer anúncios em breve. 

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, divulgou imagens do sobrevoo da região de Itabuna e afirmou: 

“Sobrevoando bairros de Itabuna, na Bahia, atingidos pelo transbordamento do rio Cachoeira, avaliando os impactos causados pela catástrofe. Momento de abrigar, alimentar e acolher. Em seguida, planejar a reconstrução, essa é a orientação do presidente Jair Bolsonaro. 

Estamos sobrevoando as regiões mais atingidas pelas chuvas no sul da Bahia. Por determinação do presidente Jair Bolsonaro, eu e os ministros João Roma, Marcelo Queiroga, Damares Alves e Marcelo Sampaio estamos na região para levar solidariedade e apoiar os trabalhos de resposta. 

Também visitamos a cidade de Itabuna, uma das mais atingidas. Em seguida, em entrevista coletiva, anunciaremos medidas de apoio para o reestabelecimento da infraestrutura e apoio às vítimas. Desde o final de novembro estamos mobilizados e apoiando o estado e municípios. 

Já liberamos mais de R$ 20 milhões em recursos para ações de resposta e socorro. Nossa Defesa Civil  está coordenando os trabalhos dos órgãos federais e colaborando com o estado. Hoje, reconhecemos a situação de emergência mais 83 cidades, já são 123 municípios nesta condição.

O ministro substituto da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, apontou: “O Governo Federal e o Ministério da Infraestrutura estão trabalhando, por meio do DNIT, para garantir a segurança das pessoas nas rodovias e a livre circulação das equipes de resgate e apoio dos ministérios do desenvolvimento regional, cidadania, direitos humanos e saúde”.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou: “Determinei edição de MP de Crédito Extraordinário, no valor de R$ 200 milhões, a fim de viabilizar, no DNIT, a reconstrução de infraestruturas rodoviárias danificadas pelas chuvas nos estados da Bahia (mais afetado), Amazonas, Minas Gerais, Pará e São Paulo”.

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral. O ministro mandou confiscar a renda de vários sites e canais conservadores, entre eles a Folha Política, sem distinção de conteúdos. A decisão do ministro, que visa impedir a atividade do jornalismo conservador independente, foi aplaudida pelo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, presidente do TSE. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a impedir que o jornal seja fechado, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível na tela, ou pelo código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira e enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que quer o controle da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...