sábado, 18 de dezembro de 2021

Paulo Guedes desabafa e faz pronunciamento emocionante ao retrucar ‘desonestidade intelectual’


Em pronunciamento no Ministério da Economia, o ministro da Economia, Paulo Guedes, explicou como a pandemia alterou os planos para o país e como a equipe do governo se adaptou à nova situação criada pela doença que afetou todo o mundo. Paulo Guedes disse: “Foram, talvez, os momentos mais difíceis que a economia brasileira já enfrentou (...). Em 2021, houve a sequência dessa luta contra a pandemia. A síntese de 2021 é a seguinte: em 2020, a doença se ergueu sobre o país. Ameaçadora. Lançou o país na escuridão. Havia temor de desorganização social, fome, desemprego em massa, depressão, além das mortes. Em 2020, essa sombra nos lançou na escuridão. A doença de pé e o Brasil no chão. O Brasil tombou. Se tivesse que fazer uma síntese de 2021, diria que o Brasil se reergueu e a doença tombou”.

O ministro explicou como o governo soube reagir e a economia já se recupera, ao mesmo tempo em que a população foi protegida: “Surpreendemos o mundo com o funcionamento da nossa democracia, 85% da população adulta já está plenamente vacinada. O Brasil está em pé. A economia está como estava no dia em que a doença chegou. O PIB está na mesma posição. O desemprego está aproximadamente o mesmo. A economia se reergueu. As previsões de que o Brasil ia dar errado falharam. O Brasil voltou em ‘V’, está havendo retorno seguro ao trabalho, a economia cresceu em torno de 5% neste ano. 

O ministro rebateu as narrativas que culpam o governo Bolsonaro pela pandemia, mostrando que o país, na verdade, está se saindo melhor do que muitos países desenvolvidos: “Alguns podem dizer que o Brasil está mais pobre porque houve inflação. Guerras empobrecem. A população mundial, não é a brasileira: Maior nível de inflação de 40 anos nos EUA, em 35 anos na Alemanha, em 40 anos na China. O Governo Bolsonaro causou o maior nível de inflação na China, nos EUA, na Alemanha? Ou é desonestidade intelectual de quem faz comparações que não cabem? Falam de governo A ou governo B. Alguém enfrentou o COVID antes, para ter comparação? Existe um problema de desonestidade intelectual. Eu acredito na democracia. Eu acredito no quarto poder, apesar de ver, na mídia, coisas que diariamente me fazem desacreditar”.

O ministro Paulo Guedes explicou ainda que o governo Bolsonaro enfrentou o problema da pandemia de forma responsável: “Essa geração vai pagar pela sua guerra. Ela não vai empurrar os custos para as futuras gerações. Nós não vamos fugir do enfrentamento. Vamos manter o compromisso de estabilidade fiscal. É um compromisso com as futuras gerações, nós honramos, em 2020 e 2021, o nosso compromisso. Essa guerra mundial, a pandemia, foi enfrentada. Não faltaram recursos. Ao final da guerra, estamos gastando 19,5% do PIB, é o que tínhamos antes. Com o mesmo déficit que tínhamos antes”.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, que também é ministro do STF.

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...