quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Senador Marcos Rogério aponta, em sabatina, que STF está sendo usado pela esquerda para promover agenda derrotada nas urnas


Durante a sabatina do indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal, o senador Marcos Rogério fez um poderoso resumo de questões relativas à Corte que vêm causando profundo incômodo no Congresso e na sociedade. O senador apontou que, atualmente, a Corte pratica uma espécie de progressismo que “põe o Judiciário como protagonista de uma transformação no campo dos costumes”. 

O senador lembrou a manifestação do ministro Toffoli, que afirmou que haveria, no Brasil, um sistema semipresidencialista em que o Supremo atuaria como poder moderador, e questionou: “isso está posto em alguma Constituição?”. O senador lembrou: “nem em tempos outros”. O senador apontou ainda que o Supremo vem agindo “como se fosse um poder superior, que validaria ou não o ato do poder Legislativo, o ato do poder Executivo”.

O senador Marcos Rogério apontou que a população vem descobrindo que os representantes que elege não conseguem cumprir suas promessas e traduzir a vontade depositada nas urnas, devido ao ativismo judicial, o que vem gerando uma crise da democracia. O senador enfatizou que essa via do ativismo judicial é utilizada, em especial, “para satisfazer a vontade de partidos que não tiveram sucesso nas urnas”. 

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso, ministro do STF e presidente do TSE. O ministro Salomão decidiu, de forma monocrática e em um inquérito administrativo, confiscar toda a renda de sites e canais conservadores, a pretexto de impedir a divulgação de discursos que não lhe agradam. Sem a renda, a empresa em breve não poderá mais manter sua estrutura em funcionamento, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores.  Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org.  Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...