terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Bolsonaro decreta luto oficial pela morte do filósofo e professor Olavo de Carvalho


O presidente Jair Bolsonaro decretou luto oficial pela morte do filósofo Olavo de Carvalho. Bolsonaro publicou um “print” do decreto nº 10.945, de 25 de janeiro de 2022. 

O governo federal divulgou, mais cedo, uma nota de pesar pelo falecimento do professor. Ouça o texto: 

Nota de pesar pelo falecimento do Professor Olavo de Carvalho

O Governo do Brasil lamenta a perda do filósofo e professor Olavo de Carvalho e manifesta seu pesar e suas condolências a familiares, amigos e alunos.

De contribuição inestimável ao pensamento filosófico e ao conhecimento universal, Olavo deixa como legado um verdadeiro apostolado a respeito da vida intelectual, com uma vasta obra composta de mais de 40 livros e milhares de horas de aulas. Entre suas inúmeras contribuições, defendeu a primazia da consciência individual; apresentou uma inédita e inigualável teoria sobre os quatro discursos aristotélicos; teceu valiosas considerações sobre o conhecimento por presença e originais análises sobre as etapas do desenvolvimento da personalidade humana; além de inúmeras outras contribuições que inspiraram e influenciaram dezenas de milhares de alunos e leitores – inclusive, levando muitos à conversão à fé, segundo incontáveis relatos.

Intransigente defensor da liberdade e escritor prolífico, o professor Olavo sempre defendeu que a liberdade deve ser vivida no íntimo da consciência individual e na inegociável honestidade do ser para consigo mesmo: "Não fingir saber o que não sabe nem fingir não saber o que sabe", resumia assim o conceito da honestidade intelectual. Olavo de Carvalho oxigenou o debate público brasileiro e inseriu no mercado editorial do país e popularizou centenas de autores, dentre os quais se destacam Mário Ferreira dos Santos, Louis Lavelle e Viktor Frankl.

Admirado por proeminentes intelectuais, foi classificado por Roberto Campos como "filósofo de grande erudição"; segundo Jorge Amado, possuía "reconhecida competência na área da filosofia". Para Paulo Francis, "Olavo de Carvalho vai aos filósofos que fizeram a tradição ocidental de pensamento, dando ao leitor jovem a oportunidade de atravessar esses clássicos". E para Ives Gandra Martins, "Olavo é o mestre de todos nós". O filósofo também foi reconhecido por grandes escritores nacionais, como Herberto Sales, Josué Montello, Ariano Suassuna, Antônio Olinto, Hilda Hilst, Miguel Reale, Bruno Tolentino e muitos outros.

<< O amor não é um sentimento: é uma decisão, um ato de vontade e um comprometimento existencial profundo. Os sentimentos variam, mas o amor permanece. Quem não compreendeu isso não chegou nem perto da maturidade. É um juramento interior de defender o ser amado até à morte, mesmo quando ele peca gravemente contra você. O amor é mesmo, como dizia Jesus, morrer pelo ser amado. Quando a gente espera que o amor torne a nossa vida mais agradável, em vez de sacrificar a vida por ele, a gente fica sem o amor e sem a vida. O amor é o mais temível dos desafios, porém, quando você o conhece, não quer outra coisa nunca mais. >> Olavo de Carvalho.

Secretaria Especial da Cultura

Secretaria Especial de Comunicação Social

Governo Federal

O vice-presidente General Hamilton Mourão disse: “Independentemente da diferença de opinião, o desaparecimento do Professor Olavo de Carvalho deixa uma lacuna no pensamento brasileiro. Defensor intransigente da liberdade e livre iniciativa, fundamentos da democracia, ele sustentou valores conservadores caros à nossa sociedade”.

O empresário Otávio Fakhoury, presidente do PTB em São Paulo, disse: “Agradeço imensamente a Deus pela vida do Prof. Olavo, que hoje descansa com o Pai, e pela vida de toda a sua família. Obrigado Pai, por ter me permitido conhecer e conviver com essa linda família. Fui e continuo sendo muito abençoado pelo carinho e afeto que deles recebi”.

O escritor Eduardo Matos de Alencar afirmou: “o homem que primeiro me ensinou a pensar. Foi por causa dele que larguei a esquerda, que procurei a Igreja, que me converti. Foi instrumento da Graça pra milhares ou talvez milhões. Olavo reinventou a cultura brasileira. E vai para o Céu. Que Deus o tenha, professor. Vá em paz”.

O senador Flávio Bolsonaro disse: “É com pesar que recebo a notícia do falecimento do professor Olavo de Carvalho. Sua luta pela liberdade, certamente, será perpetuada por gerações. Obrigado pelos ensinamentos, professor! Meus sentimentos aos familiares e amigos!”

O secretário de aquicultura e pesca, Jorge Seif Jr., disse: “Professor e Mestre Olavo foi um farol em meio às trevas culturais que herdamos de Paulo Freire.  Com seu jeito sempre raiz, passava ensinamentos que cada brasileiro precisa conhecer. Autêntico e desbocado, falava com coração, assim como nosso Presidente. Que Deus o receba mestre. E que conforte sua família…certo que hoje temos milhares de seus alunos-discípulos, "olavinhos", que seguirão seu trabalho expresso em João 8:32”

Edson Salomão, Presidente do Movimento Conservador, citou: "Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé." 2 Timóteo 4:7. Ele acrescentou: “Obrigado por tudo Professor”.

O médico Alexandre Loiola disse: “Olavo, que o senhor saiba, onde estiver, o tamanho da falta que fará por aqui. Que Deus receba sua alma e conforte Roxane & família”.

O jornalista Rodrigo Constantino afirmou: “Meus sentimentos aos familiares e amigos. Guardo as boas lembranças de quem sempre provocou em nós reflexões. RIP, Olavo”.

O vereador Nikolas Ferreira disse: “Plantou sementes eternas…Descanse em paz, Professor”.

O jornalista Paulo Enéas disse: “Tristeza profunda pelo passamento do prof. Olavo de Carvalho. Que Deus conforte seus familiares. O Brasil perde seu mais importante e influente intelectual e pensador político, o responsável no campo das ideias e da difusão da cultura pelas mudanças políticas recentes no país”.

A vereadora Sonaira Fernandes desejou: “Deus console a família e amigos. Obrigada por tudo, professor Olavo de Carvalho”.

O escritor Flávio Gordon disse: 

Estou mais uma vez censurado no Facebook e não posso expressar por lá o que sinto neste momento de perda do meu grande professor e mestre, Olavo de Carvalho. Por ora, a tristeza da notícia ainda me deixa sem muito o que dizer por aqui também. Tristeza maior pelo fato de nunca ter tido a chance de conhecer e abraçar o Olavo pessoalmente, projeto perpetuamente adiado, e que agora, se Deus quiser, haverá de acontecer apenas na Eternidade. Queria, por enquanto, apenas agradecer por tudo o que ele fez pelo Brasil e, em particular, por mim, cuja vida foi radicalmente transformada pelo contato com a extraordinária inteligência e a força da personalidade do Olavo. O professor sempre manifestou o sonho de, chegando às portas do Paraíso, ouvir Jesus lhe cochichar: “Entre depressa que agora não tem ninguém olhando”. Tenho certeza de que seu sonho se realizou, e que, agora, Olavo está às gargalhadas com São Padre Pio e todos os santos. Como no verso que Mallarmé dedicou a Edgar Allan Poe, e que Olavo gostava de citar: “Tel qu’en Lui-même enfin l’éternité le change”. E, finalmente, a Eternidade transformou-o naquilo que ele sempre foi.

Adeus, querido professor Olavo. Você nunca será esquecido!

“Um dia, espero, estaremos todos lá, aos pés de Nosso Senhor, e nossas lágrimas de alegria inundarão universos inteiros.” 

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho (1947-2022)

O comentarista Adrilles Jorge afirmou: “Olavo traduziu a base do pensamento cristão para além de toda ideologia aprisionante: o sentido de doação moral e intelectual na ação política, social e individual que ampliou infinitamente  o ideário filosófico do Brasil. Foi o anti-ideólogo, o único filósofo brasileiro”.

O deputado federal General Girão lamentou: “Em um dia triste pela perda do Olavo de Carvalho, vemos algumas pessoas comemorando sua morte. Sabem, numa hora dessas vale lembrar um provérbio italiano: De vez em quando vale a pena tolerar os ignorantes. Mas, discutir com eles, jamais #OLAVOIMORTAL”

A advogada Luciana Barros afirmou: “Em minha alma Olavo jamais partirá. Ninguém tanto quanto ele tirou-me de minha covardia (da inteligência) e me despertou para tudo que realmente importa, é real e verdadeiro. Desejo que minha inteligência permita que ele viva e minhas lealdade e gratidão não deixem que ele morra”.

A comentarista Ana Paula Henkel disse: “Quem leu uma obra de Olavo de Carvalho sabe que ele era um homem à frente do nosso tempo, muito além do barulho supérfluo das redes sociais. #RIP Comentários que carregam ódio hoje são a demonstração mais concreta do impacto fulminante de seu trabalho contra a miséria intelectual”.

A deputada Caroline de Toni disse: 

Como medir a obra de um filósofo?

Uma das formas é pelo grau de comprometimento que ele tem de buscar a verdade, sacrificando todo e qualquer tipo de interesse. Isto o professor fez ao longo de toda a sua vida, tendo até mesmo de sair da sua amada pátria. 

Outra forma é pelos frutos. Os frutos da obra do professor Olavo são imensos e muito ainda está por vir - agora, sobretudo, por meio de seus alunos e leitores.

Desde que o conheci, nos idos de 2006, foram inúmeras as amizades que fiz por intermédio do professor. Nas primeiras aulas do Curso Online já percebemos que o ato de filosofar carrega uma altíssima carga de responsabilidade, não devendo nunca se apartar da realidade, devendo o filósofo sempre manter "a unidade do conhecimento na unidade da consciência".

Só em 2019 realizei o sonho de conhecer pessoalmente o professor, quando fiz um curso presencial na sua casa em Richmond, na Virgínia. Foram momentos de grande emoção. Que homem admirável! Uma das coisas que mais me chamou a atenção é que o professor é extremamente simpático e afetuoso e que o amor ao conhecimento transborda do seu ser e contagia a todos.

O conhecimento por presença, a Teoria dos Quatro Discursos, o método da confissão, a teoria das Doze Camadas da personalidade, a paralaxe cognitiva, são apenas alguns exemplos de algumas das contribuições trazidas pelo professor ao conhecimento humano. Das colunas de jornais, dos livros, dos Cursos, do True Outspeak, até as aulas do Seminário de Filosofia, são incontáveis as riquezas de ensinamentos que tiramos da sua vastíssima obra.

Que nesta passagem para o outro lado da vida, Deus o receba de braços abertos, valoroso guerreiro do Bem e da Verdade! Que possamos honrar os seus ensinamentos. Obrigada por tudo, professor Olavo! 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...