segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Bolsonaro faz grave alerta em pronunciamento: ‘Estamos em uma guerra. Se aquela quadrilha voltar, vão roubar a nossa liberdade’


O presidente Jair Bolsonaro falou a colaboradores da Petrobras durante cerimônia da Pré-Partida da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Gaslub Itaboraí, na cidade de Itaboraí, no Rio de Janeiro. O presidente manifestou o orgulho pelo conhecimento acumulado ao longo de décadas pela estatal, apontando que esse conhecimento coloca o Brasil em uma posição privilegiada no mundo. 

O presidente disse: “nós somos responsáveis pelas nossas escolhas”. O presidente lamentou a ausência da velha imprensa, assim como a dificuldade em lembrar como era conduzida a Petrobras nas administrações petistas. Bolsonaro lembrou os prejuízos causados pelos governos petistas na Petrobras e em outras instituições, e mencionou o caso específico da cidade, que chegou a ser considerada uma “cidade fantasma”. 

O presidente lembrou que o Brasil é autossuficiente em petróleo, mas ainda depende de outros países para o refino, lembrando que os governos petistas iniciaram refinarias mas não as concluíram. Ele disse aos servidores da Petrobras: “os senhores têm capacidade, mas o PT se voltou para um projeto de poder, comprando partidos políticos, comprando quem aparecesse pela frente”. Bolsonaro alertou: “e o mesmo cara que quase quebrou o Brasil de vez quer voltar à cena do crime”. 

Bolsonaro disse: “Estamos em uma guerra. Se aquele bando, aquela quadrilha, voltar, não vai ser apenas a Petrobras que vai ser arrasada. Vão roubar a nossa liberdade”. O presidente lembrou que o número de pessoas que fogem da Venezuela para o Brasil segue aumentando, e afirmou que esse será também o destino do Brasil caso o PT volte ao poder. Ele disse: “'É inadmissível achar que aquele bandido vai atender aos anseios da população”. 

O presidente afirmou: “a liberdade não se passa de uma geração para outra. Tem que lutar por ela dia a dia”. Ele lembrou como as estatais foram aparelhadas e roubadas nos governos petistas, e como o BNDES foi usado para favorecer “amigos” com uma contrapartida em financiamento a partidos. Ele alertou: “Assim que funcionava o Brasil. Assim que alguns ainda querem que o Brasil volte a funcionar. Todos perderão. Mais do que a propriedade privada”. 

Bolsonaro disse: “o Brasil é nosso. Basta cada um fazer um pouquinho mais do que é o dever de cada um”. 

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo do ministro Luís Roberto Barroso. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas.

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há quase 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...