quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Bolsonaro denuncia descalabros do PT no BNDES: ‘olhavam nordestinos como fonte de receita para a quadrilha’


O presidente Jair Bolsonaro participou da inauguração de 2 reservatórios no Córrego Ipiranga, na cidade de São Paulo. Em um breve discurso, Bolsonaro apontou que seu governo vem realizando obras de infraestrutura e desenvolvimento em todo o país, sem fazer distinção segundo o partido do prefeito ou do governador do local. 

O presidente lembrou que o governo realiza tantas obras apesar de ter um orçamento muito menor que o de governos anteriores e afirmou: “Com toda a certeza, é porque é um governo que completa 3 anos sem corrupção”.

O presidente lembrou aos cidadãos que, de 2003 a 2015, o Brasil só viu um festival de obras inacabadas, mas os contribuintes pagaram pela construção de hidrelétricas, rodovias, metrôs, entre outras obras, realizadas em outros países, e que não foram pagas. Bolsonaro apontou: “somando Petrobras e BNDES, temos 1 trilhão e 400 bilhões de reais. Esses 1,4 bi são suficientes para construirmos 100 transposições do Rio São Francisco. Então, outras pessoas que diziam que olhavam para os nordestinos, olhavam, talvez, como uma fonte de receitas para sua quadrilha”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio do então presidente do TSE e ministro do STF Luís Roberto Barroso, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há quase 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...