quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

Bolsonaro fala em ‘ditadura que vem pelas canetas’ e faz ‘profecia’ sobre ‘algo que vai nos salvar no Brasil’


O presidente Jair Bolsonaro conversou com cidadãos que o aguardavam nos jardins do palácio da Alvorada, quando pediu silêncio para falar algo importante. O presidente perguntou: “Pessoal, qual é a diferença de uma ditadura feita pelas armas, como a gente vê por exemplo em Cuba, Venezuela e outros países, e uma ditadura que vem pelas canetas?  Qual a diferença?”. Bolsonaro respondeu: “Nenhuma. Então vocês sabem o que está acontecendo no Brasil, tá?”. O presidente acrescentou: “Então, eu acredito em Deus, nos próximos dias vai acontecer algo que vai nos salvar no Brasil, tenho certeza disso”.

O presidente também telefonou para o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para que ele esclarecesse um cidadão sobre o andamento da construção da ponte de Xambioá, no Tocantins. Ao falar com o ministro, o presidente brincou: “a cada ponte feita, um balseiro fica triste com a gente. A mesma coisa a água ontem. Aproximadamente uma hora de bomba na região em que estávamos equivale a 30 dias de carro-pipa. A turma do carro-pipa vai ficar de mal com a gente. Os gastos anuais de carro-pipa, entre União e prefeitos, ultrapassam 1 bilhão de reais. Eu acho que a gente gasta, com bombeamento de água, menos do que isso por ano. Então, compensa. Parece que 12 dias de bombeamento dá para suprir um ano de carro-pipa. Agora, por que a escravidão? É voto. “Se não votar em mim, não tem mais carro-pipa aí””.

O presidente acrescentou: “Com o celular, com a mídia livre - que vai continuar livre, não vai ser um canalha ou outro que vai querer cercear a liberdade nossa - com esse tipo de informação , essa prisão vai deixar de existir”. 

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo do ministro Luís Roberto Barroso. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas.

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, inclusive celulares e tablets dos sócios e de seus filhos. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há quase 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...