quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

Deputado de Bolsonaro, Otoni se levanta e alerta: ‘Barroso e o PT estão bem alinhados. Eles querem calar a voz do povo’


O deputado federal Otoni de Paula respondeu, da tribuna da Câmara, a declarações do ministro do TSE e do STF Luís Roberto Barroso, que desferiu uma série de ataques ao presidente Jair Bolsonaro. O deputado disse: “Enquanto Barroso, um Ministro do Supremo, se comporta como advogado do PT, ele ataca o Presidente Bolsonaro e o acusa de auxiliar milícias digitais. Ora, como o Ministro do Supremo se presta a advogar para o PT e a ser algoz do Presidente da República?”.

O deputado prosseguiu: “O Dr. Barroso, aliás, e o PT estão bem alinhados, sim. Lula voltou a defender a regulamentação da mídia, mais focado agora na Internet. Interessante que é a mesma coisa que Luís Barroso prega também, a regulação da mídia: "Nós temos que regular a Internet; essas fake news precisam acabar". Na verdade, eles querem calar a voz do povo. Eles querem calar a voz da liberdade de expressão. Na grande mídia, eles controlam com dinheiro público, mas a Internet eles não conseguem controlar, e a verdade vaza. É por isso que eles querem controlar”.

Em outro discurso, o deputado ponderou: “Agora, por que eles querem Lula de volta? Por que STF, imprensa e artistas querem Lula de volta? Querem Lula de volta para terem de volta o que não eles têm no Governo Bolsonaro. Minha gente, o interesse é financeiro. O dinheiro da corrupção acabou, aquela torneira foi fechada, e eles precisam se alimentar do quê? Do dinheiro público. É por isso que querem Lula de volta”.

O deputado Otoni de Paula tem, há meses, suas redes sociais censuradas a mando do ministro Alexandre de Moraes, em seus inquéritos sigilosos contra apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Em um desses inquéritos, a sede da Folha Política foi invadida e todos os equipamentos do jornal foram apreendidos. Após a Polícia Federal atestar que não havia motivos para qualquer indiciamento, o inquérito foi arquivado a pedido do Ministério Público, mas o ministro abriu outro inquérito de ofício e compartilhou os dados do inquérito arquivado. Atualmente, a renda do jornal está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em atitude que foi elogiada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do STF, presidente do TSE. 

Se você apoia o nosso trabalho e pode ajudar a Folha Política a continuar funcionando, doe qualquer valor através do QR Code que está visível na tela, ou através do código pix ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que pretende controlar o fluxo de informações no Brasil. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...