sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

Ministro de Bolsonaro, Tarcísio anuncia fim da 'escravidão' de caminhoneiros e manda recado: 'se engana quem pensa que o Brasil está preso a uma armadilha'


Durante anúncio da Caixa Econômica Federal sobre a democratização do acesso ao crédito, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, falou sobre os imensos avanços na infraestrutura do Brasil no governo Bolsonaro e apontou que, embora o governo já se aproxime da marca de 1 trilhão de reais contratados em investimentos, poucos sabem a dimensão da performance que estamos tendo. 

O ministro afirmou: “o Brasil vai se transformar num grande canteiro de obras em alguns anos. Isso é muito emprego”. O ministro Tarcísio afirmou: “se engana quem pensa que o Brasil está preso a uma armadilha de baixo crescimento estrutural”, explicando que, no governo Bolsonaro, as razões do baixo crescimento estão sendo atacadas. 

O ministro explicou ainda que, para diminuir o gap de infraestrutura, não basta o investimento, sendo necessário também simplificar o trabalho e tomar conta das pessoas que trabalham na logística. Tarcísio disse que esse é exatamente o propósito da simplificação do crédito feita pela Caixa: tomar conta das pessoas, do caminhoneiro, que é o elo mais fraco da corrente. O ministro disse: “o caminhoneiro vai deixar de ser escravizado nas estradas”. O ministro lembrou que esta é “uma medida que se soma a tantas outras”, e concluiu: “os números estão aí para desbancar os pessimistas”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio do presidente do TSE e ministro do STF Luís Roberto Barroso, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há quase 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...