segunda-feira, 7 de março de 2022

Bolsonaro detona Doria, desmente Omar Aziz e expõe ‘exploração’ do governador contra o povo de SP


Em pronunciamento no decorrer de transmissão ao vivo, o presidente Jair Bolsonaro fez duras críticas ao governador de São Paulo, João Doria, que aumentou impostos em meio à pandemia. O presidente comparou com a atitude do governo federal, que congelou ou cortou impostos para promover a atividade econômica. Bolsonaro disse: “Cortamos 25% o IPI de carros, geladeiras, eletrodomésticos, fogão, microondas. Eu acho que é uma notícia muito boa, pois acho que nunca vimos corte de impostos no Brasil. Pelo contrário, via-se aumento de impostos. São Paulo, em 2020, aumentou barbaramente o ICMS. O Governador de São Paulo aumentou o ICMS. Em um momento de crise, em vez de se ajudar a população, mete mais a mão no bolso da população ainda”

O presidente prosseguiu: “Cortamos 25% do IPI de carros. Quero cumprimentar o deputado Bruno Engler, de Minas, que apresentou um projeto congelando o IPVA para os mineiros. Neste ano, será o mesmo que no ano passado. Já em São Paulo, Doria aumentou em mais de 10% o IPVA”.

Bolsonaro explicou como o governo ajuda a população ao diminuir impostos: “No que a gente pode colaborar, a gente ajuda. Diminuímos ou zeramos impostos de centenas de produtos que ajudaram a combater a COVID. Disparado, é o governo que mais reduziu impostos nos últimos anos. Quando você reduz o IPI de uma geladeira, você vai pagar menos R$200,00 em uma geladeira. Nós vamos deixar de arrecadar esses impostos. Com esses R$200,00, a pessoa vai comprar outra coisa. Pagar o IPTU que estava atrasado, alguém vai fazer um serviço na sua casa, vai comprar alguma coisa que paga impostos estaduais ou municipais”

Outrossim, o chefe de Estado retrucou o senador Omar Aziz sobre supostos prejuízos ao estado do Amazonas: “Não é verdade o que alguns parlamentares estão falando, que vai destruir empregos no estado, que vai acabar com o comércio. Estão querendo vender algo para a população que não existe. Vamos continuar diminuindo impostos. É uma política da Economia e eu dei o aval. Paulo Guedes tem chamado de reindustrialização do nosso Brasil”.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso do ministro Luís Roberto Barroso, que também é ministro do STF.

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...