terça-feira, 22 de março de 2022

Bolsonaro é aclamado como 'mito' na divisa entre Pará e Tocantins e se pronuncia ao lado de Tarcísio


O presidente Jair Bolsonaro foi à divisa entre os estados Pará e Tocantins, para cerimônia alusiva às obras de construção da ponte entre Xambioá e São Geraldo do Araguaia. Em seu discurso, Bolsonaro enfatizou que a conclusão de obras beneficia a população e a liberta da exploração de certos grupos que promoviam o atraso. 

O presidente disse: “brevemente, vocês estarão livres das balsas que aqui operam. Chega de pagar caro para atravessar o rio. O progresso mais ainda se fará presente. Isso vem do trabalho do governo federal, aliado com as bancadas do Pará - parte delas”. O presidente falou da satisfação do dever cumprido, e lembrou que é obrigação do Executivo prestar os serviços pelos quais os contribuintes pagam. 

O presidente apontou que a calorosa recepção que teve no local se repete em todos os lugares que visita no Brasil e comemorou o retorno do patriotismo e das cores da bandeira. Ele agradeceu ainda à orquestra por tocar a canção “Eterno Herói”, e disse que o fez lembrar de seus 20 anos, na brigada paraquedista. Bolsonaro disse: “a motivação, a vibração se faz presente no coração de cada um de nós”. O presidente concluiu apontando a “certeza de que estamos no caminho certo, ao lado do povo brasileiro. Deus, Pátria, Família, Liberdade”.

Muitos brasileiros estão vivendo sob o jugo de uma ditadura, em que seus direitos e garantias fundamentais estão sendo desrespeitados. O país tem presos políticos e pessoas, jornais e sites censurados. A totalidade da renda da Folha Política, e também de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em uma decisão que recebeu o respaldo do ex-presidente da corte, Luís Roberto Barroso, que é também ministro do STF.

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos a mando do ministro Alexandre de Moraes, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política, que há quase 10 anos mostra os fatos da política brasileira, e pode ajudar o jornal a permanecer em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que aparece na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há quase 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que quer controlar a informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...