segunda-feira, 21 de março de 2022

Bolsonaro fala de decisão revogada de Moraes, do STF: ‘ia perder no Plenário, e resolveu recuar’


Durante uma breve entrevista coletiva concedida enquanto visitava uma mostra de veículos de Biometano, no palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que revogou sua própria ordem de bloquear o aplicativo Telegram em todo o Brasil. 

O presidente Bolsonaro disse: “revogou a própria decisão dele. O nosso AGU, Bruno Bianco, entrou com uma ação muito bem fundamentada, levando em conta a jurisprudência do próprio Supremo. A ação caiu com a sra. Rosa Weber, que já era autora de uma jurisprudência. Ou seja: o Alexandre de Moraes ia perder no plenário isso aí. E resolveu recuar. Eu lamento até… ao tentar resolver alguma coisa, prejudicar todo mundo. Uma das causas dele era retirar uma live minha do Telegram. Pelo amor de Deus!”. 

O ministro Alexandre de Moraes revogou a decisão de bloquear o Telegram após o aplicativo obedecer às suas ordens, que incluíam a retirada de conteúdos publicados pelo presidente da República e o bloqueio de canais de dois jornalistas. 

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo do ministro Luís Roberto Barroso. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas.

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes, em inquérito que foi arquivado por falta de indícios de crime. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há quase 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...