terça-feira, 1 de março de 2022

Bolsonaro faz séria advertência sobre riscos à soberania da Amazônia, OTAN, França e agradece a Putin


Em entrevista concedida à Jovem Pan e transmitida por meio de suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro fez uma séria advertência no que concerne aos riscos à soberania do Brasil sobre a Amazônia, criticando a posição de países ocidentais, como França, EUA e Reino Unido. Consoante o chefe de Estado, líderes de tais potências estariam a defender medidas que colocariam a soberania brasileira em xeque.

O presidente explicou a posição de neutralidade assumida pelo País: “Nós temos de ter equilíbrio. Vamos resolver o assunto? Não vai ser na pancada. Afinal, estamos tratando com uma das maiores potências bélicas de um lado. Do outro, a Ucrânia, que resolveu abrir mão de suas armas no passado (...). No momento, não tenho o que conversar com o Zelensky. Por mim, não haveria guerra no mundo. Quando estive na Rússia, com Putin ao lado, eu falei que o mundo é nossa casa. Eu pressentia que alguma coisa ia acontecer. Essas coisas, você só toma conhecimento quando as tropas estão em algum lugar”

Bolsonaro disse: “Queremos paz, tranquilidade, respeito, queremos que a autonomia de cada país seja respeitada. Eu falei, na Rússia, também: agradeci ao Putin. Quando se discutiu questões climáticas no mundo, países da OTAN queriam votar a, digamos assim, que a autonomia da Amazônia não seria mais nossa, que seria administrada por países difusos no mundo. Quem ficou ao nosso lado e falou que a Amazônia é dos brasileiros foi o presidente Putin”

O presidente prosseguiu: “A gente vai construindo relacionamentos e pretende que sejam duradouros. Se EUA, França, Reino Unido, quiserem relativizar a soberania da Amazônia, a área mais rica do mundo, vamos abrir mão disso? Vamos assumir o lado dos que querem a todo custo relativizar a soberania da Amazônia ou vamos ter equilíbrio e esperar as coisas acontecerem?”

O presidente Jair Bolsonaro questionou as sanções que vêm sendo propostas e rebateu críticas sobre a posição brasileira, dizendo: “As sanções econômicas vão até onde? Nenhum país quer que as sanções atinjam a si próprio. Estamos trabalhando para que o Brasil não seja prejudicado. Se prejudicar o agronegócio, que sempre digo que é a locomotiva de nossa economia, como fica nossa segurança alimentar? Sem fertilizantes no Brasil, você imediatamente perde a produtividade. Inflação nos alimentos. Não queremos naufragar na questão do nosso agronegócio. Queremos resolver pacificamente. Tem que estudar a História, o que aconteceu na Cortina de Ferro. Não vou dar palpite nessa questão. O Brasil é um grande país, mas tem que entender que tem suas limitações. Temos de continuar na política de se aproximar de todo mundo e lutar pela paz”.

O presidente concluiu: “Queremos que cessem as ações militares e se chegue a um acordo. Isso será bom para toda a humanidade. Falaram que hipotequei solidariedade para um país. Isso não é verdade. Sempre preguei o equilíbrio”.

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso, ministro do STF e do TSE. O ministro Salomão decidiu, de forma monocrática e em um inquérito administrativo, confiscar toda a renda da empresa, a pretexto de impedir a divulgação de discursos que não lhe agradam. Sem a renda, a empresa em breve não poderá mais manter sua estrutura em funcionamento, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores.  Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...