sábado, 5 de março de 2022

Bolsonaro rebate ‘especialistas de blogs rasteiros’ e comemora crescimento do PIB


Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou um texto sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e comentou: “Na contramão de aposta de todos os ‘especialistas de blogs rasteiros’, PIB cresce 4,6% em 2021. Não é defender o Governo, é falar a Verdade. E a verdade é que após o grande baque sofrido no mundo todo, o Brasil tem se recuperado, graças às ações do Governo e, principalmente, à atuação dos brasileiros”.

O presidente acrescentou: 

“Além dos programas de manutenção do emprego, o Governo auxiliou estados e municípios, com repasses bilionários para os atendimentos de saúde e a manutenção de serviços públicos.

Entregamos o Auxílio Emergencial equivalendo a mais de uma década de bolsa-família, o que permitiu que milhões de brasileiros não passassem fome diante do “fique em casa que a economia a gente vê depois” imposto por governadores e prefeitos. 

Entramos também com o Auxílio-Brasil, ferramenta de ajuda aos mais necessitados, superando em valor mediano superior ao dobro pago pelo bolsa-família, além do novo Programa oferecer ferramentas de estímulo e capacitação para entrada no mercado de trabalho.

O Governo do Brasil, num período de crise mundial, também deu assistência a empresas, trabalhadores, desempregados, estados e municípios.

O PIB brasileiro cresceu no acumulado de 2020/2021, superando seis países-membros do G7.

O G7 reúne as principais economias do mundo e, na comparação, graças ao trabalho do Governo do Brasil e à resiliência do povo brasileiro, ficamos atrás apenas dos EUA.

Quando comparado com países-membros do G20, o crescimento acumulado do Brasil em 2020/2021 foi superior ao de países como Canadá, França, Alemanha, Reino Unido, Japão, Itália e até mesmo ao acumulado da União Europeia”.

O ministro Luiz Ramos disse: “PIB cresce 4,6% em 2021 e supera perdas da pandemia. É uma grande vitória para todos nós! Agora, se mesmo com uma pandemia o Governo Bolsonaro apresenta esses resultados, imagina o que conseguirá fazer pelo País sem a Covid-19 para atrapalhar”.

O ministro Onyx Lorenzoni brincou: “Crescimento do PIB de 4,6% . Já começou o "mas..." ? Em frente, Brasil”. 

O engenheiro Roberto Motta, cofundador do Novo, afirmou: “A economia brasileira cresceu 4.6% no ano passado. É o MAIOR crescimento desde 2010. Isso, em um ano em que o país ainda tentava sair da pandemia e no qual boa parte das instituições jogava contra o povo”.

O internauta Gerson Ferreira respondeu: “Chega a ser quase sobrenatural a economia brasileira conseguir bom desempenho com tantos sabotadores internos, tanto esquerdista remando contra. Tendo resultados positivos dentro da maior manobra mundial de destruição de economias no mundo”.

O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência, Alexandre Ramagem, disse: “A economia brasileira cresceu 4,6% em 2021. PIB acima das expectativas. Retomada em V. Acerto da política econômica, superando as perdas de uma trágica pandemia. Empregos em crescimento, liberdade econômica ao empreendedor e auxílio Brasil a milhões de necessitados”.

O assessor especial da Presidência Filipe G. Martins apontou: 

Apesar dos impactos da crise sanitária; da paralisação irresponsável da economia por meio de lockdowns promovida pelos governadores estaduais; da maior crise hídrica em um século; e do prejuízo que a estiagem teve sobre o setor agropecuário, o PIB brasileiro cresceu 4,6% em 2021.

O crescimento da economia brasileira está acima do que era previsto pelo mercado e em linha com a recuperação em "V" prometida pelo Ministro Paulo Guedes, através de uma combinação de políticas para enfrentar a crise sanitária, atrair investimentos e aumentar nossa produtividade.

O crescimento do PIB brasileiro no período de 2020/2021 foi maior que o de todos os países do G7, exceto EUA; maior do que o da maioria dos países do G20; e acima da média do crescimento na AL. Não fosse a irresponsabilidade da oposição, estaríamos numa situação muito melhor.

O senador Fernando Collor ironizou: 

Hoje é um péssimo dia para os que torcem contra o Brasil. Conforme o IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil fechou 2021 em alta de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Este foi o melhor resultado desde 2010, quando a economia havia crescido 7,5%.

Apesar do esforço que a oposição e a imprensa estão fazendo, a economia de nosso País dá claros sinais de recuperação pós-pico da pandemia. No Congresso, vamos trabalhar para transformar o PIB em distribuição de renda e melhoria na qualidade de vida de nossa gente.

A economista Fernanda Mansano apontou: “PIB cresceu 4,6% em 2021, acima das estimativas do mercado, com a taxa de investimento correspondendo a 19,2% do PIB e com a construção civil brilhando, avanço de 9,7%”.

O economista Eduardo Cavendish disse: “Com o Brasil sendo um dos países que melhor performou no PIB entre 2020-2021 (Pandemia) já podemos falar o óbvio? Paulo Guedes é o  melhor Ministro da Economia da história de nosso país. Que homem”.

O chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do ministério da Economia, Adolfo Sachsida, comemorou: “Crescer 4,6% num cenário com 4 choques negativos de oferta (dois que afetaram o mundo todo: pandemia e quebras de cadeias de produção; e dois apenas Brasil: maior crise hídrica em quase um século e geadas/secas) foi uma grande vitória de política econômica”

O ministro Ciro Nogueira afirmou: “PIB acima das expectativas, superando as perdas causadas pela pandemia, setor de serviços em alta, empregos retornando em ritmo acelerado, Auxílio Brasil levando socorro a 18 milhões de necessitados. Fica cada vez mais difícil a situação dos que apostavam contra o nosso país”.

O deputado federal Guiga Peixoto disse: “Nosso PIB cresceu em 2021 de 4,6%, para desespero da esquerda!! Parabéns, presidente Bolsonaro. Parabéns Ministro Paulo Guedes”.

O deputado federal Dr. Jaziel disse: “Em 2021, o PIB brasileiro cresceu 4,6%. O crescimento é o maior desde 2010, mesmo com pandemia e todo o atrapalhar de governadores, ativismo judicial e senado travado com a #cpidocirco. Imaginem se deixassem o presidente trabalhar? Nosso Brasil estaria voando altíssimo!”

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio do então presidente do TSE e ministro do STF Luís Roberto Barroso, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há quase 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...