terça-feira, 29 de março de 2022

Ministra Tereza Cristina se emociona em evento de despedida do ministério: ‘fizemos muito com muito pouco, porque não houve corrupção’


A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, se emocionou ao iniciar seu discurso no evento de entrega de títulos de propriedade rural no assentamento de Itamarati, em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, seu estado de origem. Tereza Cristina lembrou que está em seu último compromisso como ministra, e brincou: “Confesso que achei que o senhor era meio maluco quando me convidou”. 

A ministra explicou que o presidente Jair Bolsonaro lhe deu a missão de unificar em um único ministério toda a agricultura brasileira. Ela disse: “a agricultura brasileira é uma só. Nós somos o celeiro do mundo, presidente. E mais agora neste momento em que o mundo vive uma crise. Todo mundo sabe o papel que o Brasil e sua agricultura terão para o mundo”. 

A ministra lembrou as realizações do governo, mesmo com orçamento apertado, dizendo: “nós fizemos muito com muito pouco, porque não houve corrupção no seu governo”. Tereza Cristina também enfatizou que os ministros trabalham sempre de forma integrada para o bem da população. 

A ministra Tereza Cristina lembrou que o presidente foi internado ontem, mas saiu do hospital e foi diretamente ao evento, em uma gentileza com ela e com os cidadãos que recebem hoje seus títulos de propriedade. Ela disse: “eu me despeço hoje do Ministério da Agricultura aqui no Mato Grosso do Sul, com vocês, com o maior prazer”. Ela acrescentou: “e digo para vocês do fundo do meu coração: foi muito bom trabalhar com esse homem, que é determinado, corajoso, não tem medo… muito obrigada por sua generosidade, por tudo o que o senhor tem feito por esse país, e que eu tenho certeza de que vamos continuar fazendo por todos vocês”. 

A Constituição Federal determina, em seu art. 5º, inciso LIV, que “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”. No entanto, o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, mandou confiscar, em decisão monocrática em inquérito administrativo, a renda de canais e sites conservadores, como de Bárbara, do canal Te Atualizei, e da Folha Política. 

A decisão do ministro, que recebeu o respaldo e o apoio do então presidente do TSE e ministro do STF Luís Roberto Barroso, confisca toda a renda dos canais, sem qualquer distinção segundo o tipo de conteúdo, o tema, a época de publicação ou qualquer outro critério. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal funcionando, doe através do QR Code que aparece na tela, ou utilizando o código Pix ajude@folhapolitica.org. Caso não use Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há quase 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...