terça-feira, 19 de abril de 2022

Bolsonaro faz pronunciamento impactante no Exército, alfineta Barroso, ex-presidente do TSE, e aponta reação a ‘tentativas de tomada de poder’


O presidente Jair Bolsonaro discursou durante a Cerimônia do Dia do Exército, quando lembrou o papel das Forças Armadas em diferentes momentos da história brasileira. Bolsonaro afirmou que as Forças agiram quando houve inadmissíveis “tentativas de tomada de poder, de mudanças em nosso governo, e alterações na nossa forma de viver”. 

O presidente enfatizou um trecho do discurso do comandante do Exército, general Freire Gomes, que disse: “o cidadão, ao respeitar e valorizar seus soldados, em essência está investindo na garantia do seu bem maior - a sua liberdade”. Bolsonaro acrescentou: “As FFAA não dão recado. Elas estão presentes. Elas sabem como proceder. Sabem o que é melhor para o seu povo, o que é melhor para o seu país. Elas têm participação ativa na garantia da lei e da ordem, da nossa soberania e do regime sob o qual o povo quer viver. E nós sabemos que, esse regime, acima de tudo está a nossa liberdade. Porque todos sabem que um homem ou uma mulher, sem liberdade, não vive”.

O presidente prosseguiu: “Tenho dito que a nossa preocupação é com o cumprimento da Constituição, é com o bem-estar de todos, é com a paz e com a harmonia. E todos sabem que a alma da democracia repousa na tranquilidade e na transparência do sistema eleitoral. Sistema esse que deve ser, cada vez mais, zelado por todos nós. E quem dá o norte para nós são as urnas, que ali fazem surgir não só o presidente da República, bem como a composição do parlamento brasileiro. Não podemos, jamais, ter eleições no Brasil que, sobre ela, paire o manto da suspeição. E esse compromisso é de todos nós. Presidentes dos poderes, comandantes de força”. Bolsonaro agradeceu ao ex-presidente do TSE, Luís Barroso, pelo convite às Forças Armadas para participarem de todas as etapas do processo eleitoral. 

O presidente afirmou: “nós todos, um dia, militares,  juramos dar a vida pela nossa pátria se preciso for. E todos nós, povo brasileiro, faremos mais do que isso para garantir a nossa liberdade e para garantir que todos, sem exceção, joguem dentro das 4 linhas da nossa Constituição”.

Muitos brasileiros estão vivendo sob o jugo de uma ditadura, em que seus direitos e garantias fundamentais estão sendo desrespeitados. O país tem presos políticos e pessoas, jornais e sites censurados. A totalidade da renda da Folha Política, e também de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em uma decisão que recebeu o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 9 meses, todos os nossos rendimentos são retidos, sem previsão legal. Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política, que há 10 anos mostra os fatos da política brasileira, e pode ajudar o jornal a permanecer em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que aparece na tela ou o código ajude@folhapolitica.org.  Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando para você os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...