domingo, 3 de abril de 2022

Jovem deputado Marcel van Hattem confronta Moraes, do STF, ao apontar autoritarismo e arbitrariedades diante de Daniel Silveira


Em pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados, o deputado federal Marcel van Hattem apontou como o ministro Alexandre de Moraes, do STF, está atuando de forma inconstitucional. Dessa maneira, o congressista frisou que tais atitudes são intoleráveis e o Congresso precisa reagir de maneira enérgica, reparando erros recentes e restabelecendo a harmonia entre os poderes.

O parlamentar encetou: “O Deputado Daniel Silveira está sendo obrigado a usar uma tornozeleira eletrônica e já penou na cadeia, tudo em razão de um vídeo (...). Enquanto isso, o Supremo larga soltos nas ruas tantos bandidos e traficantes. Qual é o sentimento de justiça que a população pode ter num momento desses? E pior, o caso virou uma perseguição pessoal, política”.

Neste contexto, ele explicou como a atuação dos agentes públicos carece de senso de justiça: “Gente, onde está a justiça? Só se faz política, nos altos escalões de Brasília, não se faz mais justiça? Não se respeita mais a Constituição e o devido processo legal? Aliás, não se respeitam as leis, porque mandado de prisão em flagrante não existe na lei”.

Nesta toada, Marcel fez severas críticas a Moraes: “Esta é a chance de este Parlamento pôr no devido lugar as coisas a respeito de toda essa confusão que aconteceu nesta semana de novo, causada, aliás, é preciso dizer, em última instância — e não que não existam outros errados, como eu já disse no início —, pelo próprio Ministro Alexandre de Moraes, porque de quem tem mais poder é que se espera mais equilíbrio, mais parcimônia. Mas não foi assim. Preferiram eleger um inimigo, preferiram criar uma narrativa, preferiram botar o País em ebulição neste momento, em tumulto. Para quê?! Para quê?!”.

Desse modo, o parlamentar conclamou: “Estando ele preso inconstitucionalmente, esta Câmara não poderia ter mantido aquela prisão naquele momento. Então, esta é a chance de a Câmara corrigir aquele erro e de podermos também ter mais paz e equilíbrio entre as instituições. É isso que nós precisamos buscar neste momento tão grave da política nacional. Decisões autoritárias, arbitrárias, inconstitucionais, emanadas de um tribunal que deveria justamente ser o guardião da Constituição e das leis não podem ser toleradas pela Casa do Povo, pela Casa das Leis, pela Casa que representa verdadeiramente o povo brasileiro”.

A ditadura da toga segue firme. O Brasil tem hoje presos políticos e jornais, parlamentares e influenciadores censurados. A Folha Política tem toda sua receita gerada desde 1º de julho de 2021 confiscada por uma ‘canetada’ do ministro Luis Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com o aplauso e o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Além disso, todas as receitas futuras do jornal obtidas por meio do Youtube estão previamente bloqueadas.

Anteriormente, a Folha Política teve sua sede invadida e TODOS os seus equipamentos apreendidos, a mando do ministro Alexandre de Moraes. Mesmo assim, a equipe continuou trabalhando como sempre, de domingo a domingo, dia ou noite, para trazer informação sobre os três poderes e romper a espiral do silêncio imposta pela velha imprensa, levando informação de qualidade para todos os cidadãos e defendendo os valores, as pessoas e os fatos excluídos pelo mainstream, como o conservadorismo e as propostas de cidadãos e políticos de direita.

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado pela ausência de recursos para manter sua estrutura, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

A Folha Política atua quebrando barreiras do monopólio da informação há quase 10 anos e, com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...