quinta-feira, 7 de abril de 2022

Van Hattem ‘põe o dedo na ferida’ sobre PL 2630: ‘é a vingança da classe política contra a participação do cidadão’


Ao discursar durante a votação da urgência do projeto de lei 2630, o deputado federal Marcel Van Hattem explicou as intenções por trás do projeto. Van Hattem disse: “Esse projeto não é para combater mentira na Internet: esse projeto limita a liberdade de expressão do brasileiro e limita a capacidade dos brasileiros de disseminar informações, verdadeiras ou falsas. E para tentar evitar que as falsas sejam disseminadas, as vítimas serão as informações verdadeiras. A verdade é essa; o resto é mentira”.

O deputado explicou: “A grande vítima deste projeto é a verdade e é a participação do cidadão nos movimentos cívicos, políticos e populares que aconteceram nos últimos anos. É a vingança da classe política, que mais se arraigou no poder nas últimas décadas e séculos deste País, contra a participação do cidadão que, pela primeira vez, aos milhares — aos milhões — têm manifestado as suas opiniões por meio das redes sociais”. 

Marcel Van Hattem enfatizou que o projeto reproduz as estruturas soviéticas de controle social e manifestou sua surpresa por alguns parlamentares que dizem apoiar o governo apoiarem tal proposta. 

O deputado reforçou: “Repito: a maior vítima aqui é a verdade, a maior vítima aqui é o cidadão. Este não é um projeto que combate fake news, não é um projeto que visa dar aos meios de comunicação nas redes sociais mais condições de operar. Não! Este é um projeto que visa calar a nossa boca — e falo aqui como cidadão, não como Parlamentar —, que visa nos censurar, que visa oprimir o cidadão brasileiro”. 

Mesmo sem a aprovação da lei, muitas pessoas já estão sendo tratadas como sub-cidadãos, pelo simples motivo de terem manifestado apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Por expressarem suas opiniões, são alvo de CPIs, de inquéritos secretos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, ou são vítimas de medidas arbitrárias como prisões políticas, censura, apreensão de bens, e exposição indevida de dados, entre outras. 

A totalidade da renda da Folha Política, assim como de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, com o apoio e aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a continuar nosso trabalho, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou com o código ajude@folhapolitica.org

Há quase 10 anos, a Folha Política vem mostrando os eventos da política brasileira e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer manter invisíveis. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...