sábado, 21 de maio de 2022

Bolsonaro agradece a Elon Musk e diz: ‘essa nossa liberdade, simbolizada por esse telefone celular, não pode se calar’


O presidente Jair Bolsonaro divulgou imagens de uma conversa com o empresário Elon Musk, quando anunciou uma parceria para levar internet a 19 mil escolas rurais e implementar um sistema de monitoramento da Amazônia.Na conversa, o presidente apontou a importância de divulgar a verdade sobre a região.

O presidente disse: “Temos uma uma região que é muito cara para nós, e algumas vezes se discute a relativização da sua soberania. E o que mais me chamou a atenção é a sua preocupação com a Amazônia de verdade e não com aquilo que a grande mídia faz chegar pelos quatro cantos do mundo. A Amazônia é nossa e sabemos de sua importância para a humanidade”. Bolsonaro apontou que, levando a internet à região, os próprios moradores poderão contar a verdade sobre a situação do local. 

O presidente apontou que não é fácil divulgar a verdade, e lembrou o impacto da proposta feita pelo empresário para comprar o Twitter. Ele disse: “Quando você comprou o Twitter, para muita gente aqui no Brasil foi como se fosse um grito de independência”. O presidente acrescentou: “essa nossa liberdade, simbolizada por esse telefone celular, não pode se calar. E tudo o que você puder fazer para o mundo nesse sentido, fará por nós, também, e nós seremos eternamente gratos. Nós não queremos voltar ao que éramos há pouco tempo. Coisas que são muito caras para nós hoje aqui no Brasil. Queremos democracia, queremos liberdade, queremos respeito” . 

No contexto atual do Brasil, muitas pessoas estão sendo tratadas como sub-cidadãos e pessoas sem direitos, pelo simples motivo de terem manifestado apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Por expressarem suas opiniões, são alvo de CPIs, de inquéritos secretos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, ou são vítimas de medidas arbitrárias como prisões políticas, apreensão de bens, e exposição indevida de dados, entre outras. 

No chamado ‘inquérito do fim do mundo’, e nos inquéritos dele decorrentes, já houve: prisões políticas sem que houvesse sequer indiciamento das pessoas presas; imposição de uso de tornozeleira eletrônica e ‘prisão domiciliar’ em endereço diferente de onde as pessoas moravam; quebra de sigilo de parlamentares, inclusive de um senador; quebra de sigilos de pessoas e empresas, inclusive de veículos de imprensa; censura de veículos de imprensa e de parlamentares; bloqueio de redes sociais de jornalistas, veículos de imprensa e parlamentares; buscas e apreensões em empresas, residências - inclusive de um general da reserva -, residências de familiares, e gabinetes de parlamentares; bloqueio de contas bancárias, inclusive de jornalistas, parlamentares, e pessoas que sequer são investigadas; proibição de contato entre pessoas, que muitas vezes, nem se conhecem; proibição a parlamentares de concederem entrevistas; intervenções no comando de partido político; bloqueio dos bens de um parlamentar, ignorando que ele recebeu a graça presidencial; entre outras. 

A totalidade da renda da Folha Política, assim como de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, com o apoio e aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 10 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a continuar nosso trabalho, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que está visível na tela, ou com o código ajude@folhapolitica.org

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os eventos da política brasileira e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...