quinta-feira, 19 de maio de 2022

Bolsonaro aponta ‘interferências explícitas e indevidas’ do STF e retruca: ‘Estamos fazendo a nossa parte e jogando dentro das quatro linhas’


Em conversa durante o congresso Mercado Global de Carbono, o presidente Jair Bolsonaro falou da importância do Brasil para o mundo, apontando a necessidade de discutir fatos e não narrativas. O presidente disse que o Brasil e o mundo enfrentam as consequências das políticas restritivas do “fique em casa que a economia a gente vê depois”. 

O presidente afirmou que, embora a crise seja mundial, o Brasil sofre menos do que outros países e está em posição para crescer. Bolsonaro disse: “Agora, isso tudo tem que ter continuidade. Começou lá atrás, mas foi potencializado, catapultado em meu governo, porque eu indiquei ministros sem o dedo de nenhum político”. O presidente apontou que seus ministros se dispuseram a ajudar o Brasil e acrescentou: “preferiram vir fazer o governo e sofrer muito, com interferência explícita do poder Judiciário. O que é muito lamentável, porque mais da metade do meu tempo eu passo me defendendo de interferências indevidas do Supremo Tribunal Federal. É triste isso aí. Mas estamos fazendo a nossa parte e jogando dentro das quatro linhas”. 

O presidente lembrou a importância das eleições e disse: “digo mais: o voto é a alma da democracia (...). Não serão duas ou três pessoas que vão bater no peito, dizer ‘eu mando, vai ser assim, e quem agir diferente eu vou cassar o registro e vou prender’. Isso não é democracia.  As Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral. E não vai ser jogado no lixo as observações, as sugestões das Forças Armadas”. 

Bolsonaro concluiu agradecendo pela presença de embaixadores e representantes de outros países e disse: “além de ser uma potência agrícola, o Brasil também é fantástico em outras áreas. E, cada vez mais, estamos redirecionando o Brasil para o lugar que ele deve ocupar, de destaque no mundo”. 

Muitos brasileiros estão vivendo sob o jugo de uma ditadura, em que seus direitos e garantias fundamentais estão sendo desrespeitados. O país tem presos políticos e pessoas, jornais e sites censurados. A totalidade da renda da Folha Política, e também de outros canais e sites conservadores, está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, em uma decisão que recebeu o respaldo dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 10 meses, toda a renda do nosso trabalho é retida sem qualquer justificativa jurídica.

Se você apoia o trabalho da Folha Política, que há 10 anos mostra os fatos da política brasileira, e pode ajudar o jornal a permanecer em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, usando o QR Code que aparece na tela ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem enfrentando a espiral do silêncio imposta pelo cartel midiático que quer controlar a informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...