sábado, 21 de maio de 2022

Bolsonaro faz grave alerta sobre escalada autoritária do STF: ‘Querem roubar a nossa liberdade, nosso bem maior. Onde vai chegar o Brasil?’


O presidente Jair Bolsonaro fez um discurso antes do início da Marcha para Jesus, em Curitiba, quando lembrou como seu governo vem realizando obras, sem corrupção, além de atuar em defesa da família e dos valores cristãos. O presidente afirmou que seu governo, apesar da brutal oposição, vem agindo dentro das quatro linhas. 

O presidente criticou a perseguição a seus apoiadores, questionando a narrativa de “atos antidemocráticos”. Bolsonaro apontou que, quando uma ou outra pessoa pede algo que não está previsto nas leis, o caminho é esclarecer e não perseguir. Ele disse: “e não querer prender o cara, abrir inquérito contra tudo e contra todos. Eu sou o que mais responde a processos e inquéritos, lá no STF, à revelia de pareceres do MP. O que querem com isso?  Querem roubar a nossa liberdade, nosso bem maior. Onde vai chegar o Brasil?”. 

Bolsonaro alertou sobre uma possível volta da esquerda ao poder, dizendo: “sabemos, por experiências passadas, o que nos espera”. [z16 ]O presidente lembrou os montantes desviados da Petrobras e apontou o quanto poderia ser feito com aqueles recursos. O presidente explicou ainda que, apesar da crise mundial, o País vem se recuperando e enfrentando as dificuldades. 

O presidente afirmou que, a cada vez que enfrenta um problema, pessoas poderosas se levantam e passam a ser inimigas. Ele lembrou que, quando assumiu, foi alertado de que ninguém jamais havia resistido a três meses de oposição da rede Globo, e apontou: “estou resistindo há três anos e seis meses”.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e pessoas que apenas têm um discurso diferente do imposto pelo cartel midiático vêm sendo perseguidos, em especial pelo Judiciário. Além dos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, também o ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, criou seu próprio inquérito administrativo, e ordenou o confisco da renda de sites e canais conservadores, como Bárbara, do canal Te Atualizei, e a Folha Política. Toda a receita gerada pelo nosso jornal desde 1º de julho de 2021 está bloqueada por ordem do TSE, com aplauso dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 10 meses, toda a renda do nosso trabalho vem sendo retida, sem qualquer previsão legal. 

Sem a possibilidade de receber a renda de seu trabalho, o jornal corre o risco de fechar. Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar, use o QR Code que está visível na tela para doar qualquer quantia, ou use o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política faz a cobertura da política brasileira, mostrando atos, pronunciamentos e eventos dos três poderes, quebrando a espiral do silêncio imposta pelo cartel de mídia que quer o monopólio da informação. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...