quinta-feira, 12 de maio de 2022

Coronel escancara ‘desvios bilionários’ do PT que impediram auto-suficiência do Brasil no refino de petróleo


Da tribuna da Câmara, o deputado Coronel Tadeu explicou o aumento no preço dos combustíveis, lembrando que políticas desastrosas dos governos petistas, associadas à corrupção, estão na base do problema. Coronel Tadeu disse: “hoje eu tenho a oportunidade até de explicar melhor para a população brasileira o que foi que o Partido dos Trabalhadores deixou de verdade nessa área de energia”.

O deputado explicou que o País é auto-suficiente na extração de petróleo, mas não no processamento. Coronel Tadeu apontou que os desvios bilionários impediram que o Brasil fosse também auto-suficiente no refino do petróleo. O deputado citou três exemplos: o COMPERJ, as refinarias do Maranhão e a refinaria de Abreu e Lima. O deputado afirmou: “como é que nós queremos ter combustível barato, se nós não fazemos esse combustível no Brasil? A demanda sempre aumentou, a cada ano: mais carros, mais demanda de energia. E o que o Brasil é obrigado a fazer? Comprar gasolina, diesel e outros derivados de petróleo lá fora. O nosso petróleo, lamentavelmente, tem que sair daqui, navegar por mares, ser refinado em outro lugar do mundo, para depois retornar como subproduto. E nós compramos isso a peso de ouro, a peso de ouro mesmo, porque compramos em dólar, e o câmbio muitas vezes não nos favorece. É a regra de mercado, a regra da economia”. 

O deputado prosseguiu: “E hoje o combustível está caro? Está. É culpa do Governo Bolsonaro? Jamais! Podemos debitar essa conta toda, sem exceção, no Partido dos Trabalhadores, que comandou o País de 2003 a 2016. Essa é a herança, o legado deixado pelo Partido dos Trabalhadores, que fez a farra com o dinheiro público, durante anos. E hoje nós estamos pagando um preço, porque, a cada ano, a cada mês, a cada semana, a cada dia, se demanda por mais energia. Essa explicação precisa ser dada ao povo brasileiro, porque nós poderíamos ser autossuficientes, poderíamos estar refinando o nosso próprio combustível a um custo muito mais, muito mais barato, e não conseguimos. E o que fazer, então? O que cabe ao Governo Bolsonaro? Qual é a atitude que o Ministério da Economia, o Ministério das Minas e Energia poderiam tomar? Reduzir imposto. Isso está na conta do Governo Bolsonaro, e isso foi feito”. O deputado apontou ainda que, enquanto o governo federal diminuiu ou zerou impostos sobre combustíveis, os governos estaduais não fizeram sua parte para ajudar a população. 

A renda deste vídeo e de todos os outros da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. O ministro Salomão decidiu, de forma monocrática e em um inquérito administrativo, confiscar toda a renda da empresa, a pretexto de impedir a divulgação de discursos que não lhe agradam. Sem a renda, a empresa em breve não poderá mais manter sua estrutura em funcionamento, cumprir seus compromissos financeiros e pagar seus colaboradores.  Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org.  Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...