domingo, 22 de maio de 2022

Deputados venezuelanos visitam Congresso e Otoni de Paula expõe alerta de Bolsonaro sobre volta do socialismo no Brasil


A Câmara dos Deputados recebeu, nesta semana, a visita de dois deputados venezuelanos, além da embaixadora María Teresa Belandria. O deputado Otoni de Paula, ao saudá-los, lembrou a importância dos alertas feitos pelo presidente Jair Bolsonaro sobre os avanços do comunismo na América do Sul. 

O deputado mostrou matérias da velha imprensa que debochavam do presidente quando ele alertava, e matérias da mesma imprensa que hoje reconhecem que a situação da Argentina já se aproxima da Venezuela. Otoni de Paula disse: “Bolsonaro alertou, Deputado Romeu Guzamana, ele alertou, Sra. Embaixadora, que a Argentina iria para o mesmo caminho de destruição e de colapso que hoje vivem os nossos irmãos venezuelanos, mas debocharam do Presidente. E, mais uma vez, Bolsonaro mostra que tem razão. Por quê? Porque a mentira do socialismo não se sustenta por muito tempo, o amor aos pobres não se sustenta por muito tempo”. 

O deputado alertou que é esse mesmo projeto que o ex-presidente Lula quer implementar no Brasil e avisou: “Não implantaram porque, naquela época, as instituições estavam firmes; naquela época, não havia clima, não havia condições políticas para que o PT e a sua quadrilha instalassem o socialismo, como ele é, neste País. Agora não, agora já está tudo comprado. O STF pertence a eles. Liberaram o ladrão para que ele voltasse a ser candidato a Presidente da República. Povo brasileiro, se vocês não querem uma nova Venezuela, alertem-se: PT nunca mais!”.

O deputado Otoni de Paula é um dos parlamentares que têm suas redes bloqueadas e são proibidos de desenvolver atividades parlamentares normalmente, a mando do ministro Alexandre de Moraes. O assédio ao deputado é parte de um assédio a um grupo de pessoas, tratadas como sub-humanos e cidadãos com menos direitos, por manifestarem suas opiniões livremente e por apoiarem o presidente Jair Bolsonaro. Medidas arbitrárias são tomadas contra essas pessoas, que têm seus direitos e garantias fundamentais desrespeitados. 

Além de ter tido a sede invadida e todos os seus equipamentos apreendidos, no âmbito de um inquérito do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que foi posteriormente arquivado por falta de indícios de crime, a Folha Política, atualmente, tem toda a sua renda confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, com o apoio e o louvor dos ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Há mais de 10 meses, todos os rendimentos do jornal estão sendo retidos sem justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode nos ajudar a manter o jornal em funcionamento, doe qualquer valor através do Pix, utilizando o QR Code que está visível no vídeo, ou o código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize Pix, a conta da empresa Raposo Fernandes está disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo. 

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando os fatos da política brasileira, fazendo a cobertura dos três poderes, e dando voz a pessoas que o cartel midiático quer calar. Pix: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...