domingo, 15 de maio de 2022

Eduardo Bolsonaro perde a paciência com mentiras petistas sobre a Petrobras, detona Lula e refuta


Em pronunciamento na Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, enfureceu-se e retorquiu manipulações e distorções enunciadas por parlamentares petistas no Congresso Nacional a respeito do presidente Jair Bolsonaro, da Petrobras e do preço dos combustíveis.

O congressista apontou: "’Prejuízo da refinaria não concluída no Maranhão foi de cerca de 2 bilhões de reais.’ Foi no tempo do PT. ‘Estudo mostra por que a Refinaria Abreu e Lima, construída nos governos do PT, virou a mais cara do mundo.’ Uma das refinarias mais caras do mundo, construída na Coreia do Sul, custou 4,5 bilhões de dólares e processa, por dia, 800 milhões de barris de petróleo. Custou 4,5 bilhões de dólares e foi uma das mais caras do mundo. Sabem quanto custou a Refinaria Abreu e Lima? Custou 18,5 bilhões de dólares! Daria para construir quatro refinarias das mais caras do mundo e ainda sobraria dinheiro”.

Nesta toada, Eduardo contextualizou: “Qual é a situação do Brasil atualmente quando se fala em combustíveis? Como o PT prometeu três refinarias e não conseguiu concluir nenhuma — pelo contrário, os caras deram prejuízo até no fundo PETROS, do pessoal que trabalha nessa área —, o Brasil tem a necessidade, mesmo sendo autossuficiente...

Nós extraímos petróleo no Brasil e o mandamos para o exterior, onde há o refino e se transforma em combustível. Depois nós importamos de volta esse petróleo. Qual é o raciocínio do importador? Se no Brasil o preço do combustível estiver muito baixo, o que ele vai fazer? Ele vai vender para a Europa, vai vender para outros países onde vai lucrar mais”.

Outrossim, o parlamentar ressaltou: “Entendam isto: Rockefeller dizia, prezado Deputado Ney, que o melhor negócio do mundo é ter uma petrolífera bem gerida e o segundo melhor mercado do mundo para se ganhar dinheiro é uma petrolífera com má gestão. O PT conseguiu dar prejuízo a uma empresa petrolífera monopolista num país autossuficiente! Esses caras têm que ser estudados. Precisaria abrir um banco para colocar tudo que esses caras roubaram. E o cara sobe na tribuna para ficar falando que a culpa é do Bolsonaro?”.

Ademais, Eduardo frisou a necessidade de privatizar a empresa para protegê-la de futuras apropriações por parte de políticos: “Eu queria parabenizar, nesse tempo que me resta, Presidente, o novo Ministro de Minas e Energia, que conseguiu compreender esse raciocínio, essa política certamente na mesma linha de Paulo Guedes, autorizada pelo Presidente Bolsonaro, para iniciar os estudos da privatização da PETROBRAS. Isso é necessário, até porque, se o Lula voltar amanhã, o que vocês acham que o Lula vai fazer com a PETROBRAS?”. Fazendo um gesto com a mão, ele declarou: “Lula vai…Mais uma vez!”.

Há 10 anos, a Folha Política atua noticiando fatos, discursos, argumentos e denúncias que são obliteradas pela velha imprensa. Nosso veículo de imprensa dá voz às vozes conservadoras, ao anticomunismo, à defesa dos direitos fundamentais e da liberdade de expressão e de imprensa, além de trazer ao público os vídeos dos pronunciamentos de autoridades para que o público possa formar sua própria opinião sobre o que foi dito e não precise depender de relatos de terceiros. 


Quem controla a informação controla, em última instância, a realidade. Grupos monopolísticos e cartéis que se associam com o intuito de barrar informações contrárias ou inconvenientes atuam em conluio com a finalidade de aniquilar qualquer mídia independente, eliminando o contraditório e a possibilidade de um debate público amplo, honesto, abrangendo todos os feixes e singularidades dos mais diversos espectros políticos. Controlando as informações, o cartel midiático brasileiro tenta excluir do debate e, em última instância, da vida pública, os conservadores e os veículos que dão voz a essas pessoas. 

A renda da Folha Política está sendo confiscada a mando do ministro Luís Felipe Salomão, ex-corregedor do TSE, com respaldo e apoio de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. A decisão confisca, de forma indiscriminada, todas as receitas advindas do Youtube, indicando claramente que a intenção não é a de excluir conteúdos específicos, mas sim de calar o canal e eliminar a empresa. Há mais de 10 meses, toda a nossa renda é retida, sem qualquer justificativa jurídica. 

Se você apoia o trabalho da Folha Política e pode ajudar a evitar que o jornal seja fechado, doe por meio do PIX cujo QR Code está visível na tela ou por meio do código ajude@folhapolitica.org. Caso não utilize PIX, há a opção de transferência bancária para a conta da empresa Raposo Fernandes disponível na descrição deste vídeo e no comentário fixado no topo.

Há 10 anos, a Folha Política vem mostrando a realidade da política brasileira e quebrando barreiras do monopólio da informação. Com a sua ajuda, poderá se manter firme e continuar a exercer o seu trabalho. PIX: ajude@folhapolitica.org


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...